Gaudium news > 3º Domingo do Advento: Domingo Gaudete, Domingo da Alegria

3º Domingo do Advento: Domingo Gaudete, Domingo da Alegria

Redação (Sexta-feira, 13-12-2019, Gaudium Press) Na liturgia do III Domingo do Advento ou Domingo Gaudete a Igreja nos convida à alegria, mostrando o rumo para alcançá-la.

O problema do sofrimento não está tanto no que o ocasiona, mas no modo como é suportado.
O problema do sofrimento não está tanto no que o ocasiona, mas no modo como é suportado. Foto: Arautos do Evangelho.

O Evangelho do Domingo da Alegria

No trecho do Evangelho deste dia, Evangelho – Mateus 11, 2-11, João Batista, varão íntegro que recentemente abalara Israel com sua pregação e exemplo de vida, havia sido preso.

Em sua retidão, o Precursor dissera algumas verdades ao rei Herodes Antipas que, escravo das próprias paixões, era dominado por uma concubina, a esposa de seu irmão Filipe e, por isso, o tirano resolvera prendê-lo.

O contraste entre os protagonistas da cena de hoje é notório: enquanto São João está no cárcere e se submete a este padecimento com plena resignação, animado pela felicidade de ser íntegro e cumprir seu chamado, os discípulos veem-se privados dessa felicidade pela inveja que os consome. Semelhante amargura acompanha Herodes Antipas, escravizado por suas paixões.

Onde está a Alegria?

A alegria, então, onde está?

Na loucura da Cruz: “Se alguém quiser vir comigo, renuncie-se a si mesmo, tome sua cruz e siga-Me” (Mt 16, 24).

O problema do sofrimento

Com efeito, o problema do sofrimento não está tanto naquilo que o ocasiona, mas no modo como é suportado. Ele existe em todas as situações da vida e pede de nossa parte o ânimo que esta Liturgia apresenta, do qual Maria Santíssima é modelo. Ela aceitou todos os padecimentos que se abateriam sobre seu Divino Filho e Se dispôs a dar seu contributo ao sacrifício redentor, pois queria a salvação de todos.

Aqui está a alegria

Feito para pertencer a Nosso Senhor Jesus Cristo, o ser humano se realiza na medida em que assume com seriedade sua condição de batizado, membro da Santa Igreja Católica Apostólica Romana, dando passos adiante na prática da virtude e na busca da santidade.

Quanto mais avançamos nessa via, maior é a alegria que nos invade, assim como o desejo de progredir ainda mais.

Para Jesus nascer em nossos corações

Consideremos de frente nosso destino eterno enquanto esperamos a vinda do Salvador.

Na noite de Natal Ele nascerá de novo, misticamente, e se aplicarmos em nossas vidas a lição desta Liturgia nascerá também em nossos corações, onde encontrará uma digna pousada para se recolher.

Por Monsenhor João S. Clá Dias, EP

…………………………………………………………..

Fonte:
DIAS, João S. Clá, O Inédito sobre os Evangelhos Vol I, Libreria Editrice Vaticana, Città del Vaticano, 2013

Deixe seu comentário

Noticias Relacionadas