Gaudium news > Sacerdotes e diáconos rezam pelos defuntos em cemitérios do Chile

Sacerdotes e diáconos rezam pelos defuntos em cemitérios do Chile

Uma breve oração litúrgica é feita, sendo um poderoso sinal do amor de Deus, que sustenta os enlutados através da Igreja, representada em seus ministros .

Chile – Santiago (22/07/2020 14:00, Gaudium Press) Desde o final de junho, a Arquidiocese de Santiago do Chile destacou uma equipe de sacerdotes e diáconos permanentes voluntários para rezar nos cemitérios e acompanhar as famílias enlutadas.

O objetivo da iniciativa é “viver a caridade reforçando o acompanhamento, que já é realizado por diáconos e sacerdotes nos cemitérios. Trabalho especialmente complexo neste tempo da pandemia. Sem dúvida, esta pastoral que sempre foi realizada pela Igreja, se torna hoje especialmente relevante”, explica o Padre Rodrigo Magaña, responsável pelo serviço.

Acompanhar os enlutados neste difícil momento

Apesar deste serviço já ser oferecido por Diáconos coordenados pelos próprios cemitérios, os mesmos não estavam dando conta do trabalho. Por este motivo, foi necessário montar equipes de sacerdotes voluntários para acompanhar os enlutados neste difícil momento.

“É muito doloroso ver famílias que, por estar com seus parentes nos hospitais, não conseguiram se despedir deles como desejavam. Ainda mais quando há famílias que não podem acompanhá-los por também estarem doentes. Neste momento, os cemitérios permitem um número muito reduzido de pessoas; em geral, o protocolo é que, ao chegar ao túmulo, o caixão desça imediatamente. E é então que uma breve oração litúrgica pode ser feita, o que é um poderoso sinal do amor de Deus, que sustenta os enlutados através da Igreja, representada em seus ministros ”, destaca o vigário da região de Maipo.

Serviço gratuito que pode ser solicitado através de chamada telefônica

O serviço, que é gratuito, pode ser solicitado através de uma chamada telefônica que é redirecionada a um sacerdote ou diácono da equipe para acompanhar a família do defunto e fazer a oração fúnebre.

A iniciativa é voltada para todos os defuntos, inclusive as vítimas de Covid-19. Um grupo de ministros foi designado com o fim de apoiar este serviço religioso atendendo a demanda de sepultamentos que há nos cemitérios e de pessoas que desejam orações. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas