Gaudium news > Paróquias de Minnesota celebrarão Missas públicas apesar da proibição estatal

Paróquias de Minnesota celebrarão Missas públicas apesar da proibição estatal

Os católicos “realmente dependem da Eucaristia para enfrentar os desafios de suas vidas”, declarou o Arcebispo de Saint Paul e Minneapolis.

Estados Unidos – Minnesota (22/05/2020 17:00, Gaudium Press) Um dia após os seis Bispos do estado americano de Minnesota terem anunciado que voltarão a celebrar Missas com mais de dez fiéis, contrariando a proibição estatal, Dom Bernard Hebda, Arcebispo de Saint Paul e Minneapolis explicou a decisão em uma coletiva de imprensa.

Os católicos “realmente dependem da Eucaristia para enfrentar os desafios de suas vidas”, declarou Dom Hebda. De fato, o Arcebispo disse que a decisão dos Bispos de Minnesota de ignorar a proibição de reuniões religiosas com mais de dez pessoas, foi uma decisão pastoral.

Os Bispos decidiram que as Paróquias abrirão na próxima semana, mais precisamente a partir do dia 26 de maio, com uma capacidade não superior a 33% da capacidade de cada templo, e seguindo rigorosos protocolos litúrgicos e sanitários, elaborados em consulta com especialistas em saúde pública.

“Não temos a oportunidade de comungar por livestreaming”

“A recepção da Eucaristia é extremamente importante. Não temos a oportunidade de comungar por livestreaming”, afirmou o prelado após ressaltar que os pastores têm um dever com os paroquianos. “Temos a responsabilidade de atender as necessidades espirituais de nosso povo”, expressou.

Dom Hebda disse também que não teve oportunidade de conversar com o governador Tim Walz. “Estes são tempos muito desafiadores, e reconheço que ele tem um trabalho muito duro”, comentou o prelado sobre o governador. “Queremos ajudar Minnesota a superar esta pandemia. Estou atento à nossa conversa [com o governador] e espero que o governador mude de opinião”.

Penalidades para Bispos e sacerdotes?

Se desconhece quais penalidades os Bispos e sacerdotes podem estar sujeitos quando retomarem as Missas com um terço da capacidade dos templos. A “esperança é a de que não haja conflito e que cheguemos a algum tipo de acordo”, disse o prelado.

Uma sólida base legal para desconhecer as determinações do governador

Dom Hebda também falou da “sólida base” legal para a decisão tomada pelos Bispos de Minnesota.

No dia 20 de maio a empresa Becket Law, enviou ao governador Walz uma carta na qual argumentava que as paróquias católicas e locais de culto luteranos de Minnesota têm assegurado o culto público contínuo baseando-se nas proteções da Primeira Emenda constitucional. Além disso, as empresas de varejo em Minnesota estão autorizadas a abrigar até 50% da capacidade de suas lojas.

Respeito às legítimas autoridades civis

Dom Hebda reafirmou o respeito da Igreja pelas autoridades civis. “Obviamente, parte de nossa Fé o respeito à autoridade civil legítima, essa é uma das razões pelas quais realmente estamos nos comunicando com o governo e sua administração, para explicar as necessidades da nossa Igreja, que são de um tipo particular”, disse o Arcebispo de Saint Paul em coletiva de imprensa.

“E realmente, assim como temos visto outras aberturas e planos para outras aberturas, isso nos faz sentir muito mais cômodos com o que estamos fazendo, porque vemos que há um paralelo ali e que necessitamos ser tratados de forma igual”, sentenciou o prelado. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas