Gaudium news > Igreja bicentenária é destruída por incêndio no Haiti

Igreja bicentenária é destruída por incêndio no Haiti

O histórico templo havia sido declarado como Patrimônio Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura.

Igreja bicentenária é destruída por incêndio no Haiti

Haiti – Milot (Sexta-feira, 17-04-2020, Gaudium Press) A Igreja da Imaculada Conceição, localizada na cidade de Milot (Haiti) foi destruída por um incêndio na última segunda-feira, 13 de abril.

(Leia também: Incêndio na Catedral de Notre-Dame cumpre um ano)

Causa do incêndio ainda é desconhecida

Ainda não se sabe o que originou o incêndio, que atingiu o templo nas primeiras horas da madrugada, destruindo a cúpula e os objetos no interior da igreja. Sobraram apenas a estrutura circular e alguns bancos, que foram salvos por pessoas que os removeram antes do fogo tomar conta da construção.

Cúpula havia sido restaurada

Considerada um dos monumentos mais famosos do Haiti, a cúpula da igreja da Imaculada Conceição foi restaurada em 2018, devido a grandes buracos que ameaçavam derrubar sua estrutura.

(Leia também: Doze igrejas católicas são atacadas e profanadas na França)

Patrimônio Mundial pela UNESCO

Com mais de 200 anos de história, o templo havia sido declarado como Patrimônio Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

História da Igreja da Imaculada Conceição

Localizada no Parque Histórico Nacional-Ciudadela, a igreja da Imaculada Conceição foi construída entre os anos de 1810 e 1813, por decisão de Henri Christophe, herói da Guerra da Independência do Haiti e autoproclamado Rei Henri I.

(Leia também: Se iniciou uma nova era de perseguição violenta à Igreja no Ocidente?)

Mensagem da Unesco: um tesouro perdido

Em mensagem publicada no Twitter, Pilar Alvarez, representante da UNESCO no Haiti, manifestou a tristeza com a notícia. “É um tesouro perdido para as gerações presentes e futuras. Com mais de 200 anos de história, a igreja real continuará sendo uma fonte insubstituível de inspiração”, ressaltou. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas