Gaudium news > Comunidade Sementes do Verbo esclarece ligação com Verbo de Vida

Comunidade Sementes do Verbo esclarece ligação com Verbo de Vida

A comunidade brasileira Sementes do Verbo enviou uma nota de esclarecimento sobre a relação com a comunidade francesa Verbo de Vida que será definitivamente fechada em 1º julho de 2023

Reprodução: Captura do site Sementes do Verbo.

Redação (29/06/2022 16:00, Gaudium Press) No último domingo, 27 de junho, a Redação Gaudium Press noticiou o decreto de fechamento da comunidade religiosa Verbo de Vida, na França.

O fechamento da comunidade religiosa foi decisão do Dom Jozef De Kesel, Arcebispo de Bruxelas e garante do Verbo de Vida. A dissolução será consumada no dia 1º. de julho de 2023.

No Brasil, a comunidade religiosa Sementes do Verbo, também mencionada na notícia, enviou à Redação da Gaudium Press uma nota de esclarecimento sobre o referido artigo.

Dom Jozef De_Kesel, Arcebispo de Malina-Bruxelas. Fonte: Wikipedia

A Comunidade Verbo de Vida, na França

A comunidade Verbo de Vida foi fundada em 17 de fevereiro de 1986 pelo casal Georges e Marie-Josette Bonneval e outros leigos, sob as bênçãos do Bispo de Tulle, Mons. Froment.

“Durante os primeiros 17 anos, a Comunidade cresceu e se desenvolveu com a abertura de 13 casas em vários países”, relata a nota enviada.

Comenta o comunicado enviado à redação: “A falta de clareza e precisão quanto ao Carisma fundador é a principal causa que leva à dissolução da mesma. ‘Todas as tentativas para precisar o carisma, dar uma regra de vida estável, assegurar um governo sereno e garantir no interior do Verbo da Vida o respeito por cada um e a confiança, falharam’, segundo o próprio bispo de Châlons”.

Visita canônica e afastamento dos fundadores

Em 2003, uma visita canônica foi realizada a pedido do novo bispo de Tulle. No relatório, constam vários pontos positivos sobre a comunidade, bem como pontos a serem melhorados.

O casal Bonneval foi convidado a passar um período fora da comunidade, o que respeitaram em obediência. A nota de esclarecimento afirma que George e Marie-Josette não tentaram fundar uma comunidade dissidente.

Esclarecimento sobre o Pe. Jacques Marin

A notícia também citava o sacerdote francês, Jacques Marin, que acompanhou os primeiros anos da fundação do Verbo de Vida como conselheiro espiritual.

Várias acusações foram feitas contra o sacerdote que faleceu “em um grande sofrimento, não tendo sido provada qualquer das acusações contra sua pessoa”, afirma a nota de esclarecimento. Ele faleceu em 2019.

Ademais, os membros da comunidade Sementes do Verbo que conheceram o Pe. Jacques Marin relatam que não têm conhecimento de atitudes inapropriadas do sacerdote.

Fundação da comunidade Sementes do Verbo

A Comunidade Semente do Verbo é uma associação privada de fiéis fundada em 16 de julho de 2004, em Palmas, Tocantins, por Georges e Marie-Josette a pedido do bispo Dom Alberto Taveira.

O movimento está atualmente presente em sete países e em seis dioceses brasileiras com 250 membros de vida. Reúne membros de diversos estados de vida (solteiros, consagrados, casais, famílias, padres…). Embora tendo fundadores em comum, Sementes do Verbo não têm relação com a comunidade francesa Verbo de Vida.

A apreciação de Dom Alberto Taveira

Sobre a comunidade Sementes do Verbo, Dom Alberto Taveira declara: “São dezoito anos de conhecimento e acompanhamento estrito, nos quais posso assegurar-lhe a lisura, a seriedade e o equilíbrio do comportamento dos fundadores e dos demais membros da Comunidade”.

Ademais, o Bispo afirma que os estatutos e regras da comunidade, que foram aprovados por ele, são observados sem quaisquer problemas. Sobre a autoridade do casal fundador, Dom Alberto assegura que é feita “com a devida prudência, seriedade, diálogo e acompanhamento sereno”.

Na nota de esclarecimento, Dom Alberto se alegra com o aumento de vocações, com a qualidade e a dedicação dos membros da comunidade nas missões que lhe são confiadas; e cita o trabalho da comunidade realizado no Rio de Janeiro, junto com o Cardeal Dom Orani Tempesta. (FM)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas