Gaudium news > Bispos da França querem o retorno das Missas com fiéis a partir do dia 17 de maio

Bispos da França querem o retorno das Missas com fiéis a partir do dia 17 de maio

De acordo com alguns meios de comunicação, o presidente francês prefere que a reabertura dos templos ocorra em meados de junho.

 

França – Paris (22/04/2020 11:00, Gaudium Press) O desejo de que as igrejas sejam reabertas para o culto também é sentido até na laica e ainda doce França. A partir do próximo dia 11 de maio, as atividades no país começarão a ser retomadas, e é desejo dos Bispos que no domingo seguinte, dia 17, as Missas dominicais possam ser celebradas com as devidas condições de proteção à saúde.

Limite numérico de fiéis por celebração

Reabertura que, os Bispos acreditam, não devem ser regidas por um limite numérico de pessoas admitidas na Eucaristia, mas por uma “taxa de cota”, dada a diversidade do tamanho das igrejas em qualquer lugar do mundo, o que parece ter todo o propósito, pois cinquenta pessoas em uma capela de adoração não é a mesma coisa que cinquenta pessoas na Igreja de São Sulpício de Paris.

(Leia também: A pandemia não pode separar os fiéis da Eucaristia, diz Presidente da Conferência Episcopal da Polônia)

“Uma igreja que normalmente abriga mil paroquianos poderia assim receber 300 fiéis, se a taxa decidida for a de um terço”, explica à Aleteia o Padre Thierry Magnin, secretário geral da Conferência Episcopal Francesa.

Teleconferência com o Presidente Emmanuel Macron

Na terça-feira, 21 de abril, houve uma teleconferência do presidente francês com representantes dos vários grupos religiosos da França, onde surgiu a análise das práticas que seriam adequadas como medidas preventivas nas igrejas: Os fiéis deveriam lavar as mãos antes e depois de cada culto? Os participantes devem ser recebidos com máscaras e desinfetantes na entrada ou devem usar máscaras?

(Leia também: Missas públicas suspensas: a grande Sexta-Feira Santa da Igreja)

Mas, segundo informam certos meios de comunicação, o presidente reluta em abrir os templos tão cedo como querem os Bispos. Ele preferiria em meados de junho. De qualquer forma, no dia 11 de maio ele se encontrará novamente com os líderes religiosos para discutir as condições da reabertura. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas