Gaudium news > Vivência da Fé durante a pandemia é tema de pesquisa de Universidade Pontifícia

Vivência da Fé durante a pandemia é tema de pesquisa de Universidade Pontifícia

O objetivo deste estudo é o de compreender como os católicos viveram a Fé e reagiram ao fechamento das igrejas.

Itália – Roma (11/08/2020 09:00, Gaudium Press) A Pontifícia Universidade Urbaniana está realizando uma pesquisa online intitulada “Viver a Fé durante a pandemia de Covid-19”. O estudo abrange os três continentes sob a jurisdição da Congregação para a Evangelização dos Povos: a África, a Ásia e a Oceania.

Com previsão para se encerrar no próximo dia 15 de agosto, a pesquisa digital pretende responder alguns questionamentos específicos, tais como: “Como os fiéis leigos viveram a Fé, não tendo acesso aos sacramentos? Como os ministros sagrados alcançaram os fiéis quando o contato físico não foi possível? Como religiosos e religiosas vivenciaram o confinamento físico?”.

A Covid-19 mudou a forma dos católicos praticarem sua Fé

O professor Elias Frank, diretor do Ius Missionale, o Anuário da Faculdade de Direito Canônico da Universidade, explicou que a Covid-19 atingiu completamente a forma como os católicos praticam sua Fé, uma vez que, por ordem das autoridades governamentais, muitos locais de culto foram fechados para se evitar a propagação do coronavírus.

Entretanto, “a Igreja é o ‘corpo pulsante de Cristo’, construída sobre a rocha: o mero fechamento de locais de culto não pode abalá-la, nem mesmo a Covid-19. A sua cabeça é Cristo e, portanto, estamos mais do que certos de que a Igreja vencerá todas as tempestades”, ressalta o professor.

O que significa “Ser Igreja”, para os católicos?

Para o diretor da Ius Missionale, a experiência da pandemia leva à seguinte reflexão: “A Fé Católica é apenas ritualística ou há algo mais?”.

O objetivo desta pesquisa é o de “compreender como as pessoas viveram a Fé e reagiram ao fechamento de igrejas. Pelas respostas esperamos entender o que significa, para os fiéis em geral, ser Igreja”, conclui Elias Frank. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas