Gaudium news > Vaticano celebra os 200 anos de nascimento de Santo André Kim Degun

Vaticano celebra os 200 anos de nascimento de Santo André Kim Degun

Santo André Kim Taegon foi o primeiro sacerdote católico coreano. Seu martírio ocorreu no ano de 1846, sendo canonizado pelo Papa São João Paulo II no dia 6 de maio de 1984.

Redação (20/08/2021 16:02, Gaudium Press) No próximo sábado, 21, o Prefeito para a Congregação para o Clero, Dom Lázaro You Heung-sik, presidirá uma Santa Missa no Altar da Cátedra da Basílica de São Pedro, no Vaticano.

A celebração litúrgica ocorrerá por ocasião do aniversário de 200 anos do nascimento de Santo André Kim Taegon (21 de agosto de 1821), primeiro sacerdote católico coreano, martirizado em 1846 e canonizado pelo Papa São João Paulo II no dia 6 de maio de 1984.

Esta Santa Missa celebrada na Basílica Vaticana contará com a presença de trinta sacerdotes, setenta religiosos e fiéis leigos. Também marcará presença o embaixador da Coreia diante da Santa Sé.

Santo André Kim Degun

Santo André nasceu no ano de 1821 no seio de uma nobre família cristã. A casa de sua família havia se convertido em uma verdadeira ‘igreja doméstica’, na qual os cristãos e recém-chegados à nova Fé se reuniam para receber o sacramento do Batismo.

Aos 15 anos de idade, um dos primeiros missionários franceses a chegar à Coréia, o enviou para Macau a fim de que se preparasse para o sacerdócio. Alguns anos depois retornou, já como diácono, para preparar a entrada do Bispo Ferréol, organizando um navio com marinheiros cristãos, indo buscá-lo em Xangai, onde recebeu a ordenação sacerdotal. Ingressou na Coreia, onde evangelizou sob um ambiente de perseguição, que não diminuiu em nada os frutos do seu apostolado.

O bispo Ferréol o encarregou de enviar cartas à Europa através do Bispo de Pequim, mas durante seu encontro com navios chineses, ele foi descoberto, detido, submetido a interrogatórios e transferido de prisão em prisão. Apesar das torturas sofridas, sempre demonstrou lealdade a Deus, rejeitando as tentativas de fazê-lo apostatar. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas