Gaudium news > “Só em Deus a minha alma tem repouso”

“Só em Deus a minha alma tem repouso”

Onde encontrar segurança, senão ao lado do Senhor? 

Redação (10/06/2022 09:08, Gaudium Press) A crueldade dos poderosos deseja ser temida; mas, quem deve ser temido, senão tu, meu Deus? Ao teu domínio nada pode fugir: quem o poderia fazer, como e quando?

Os carinhos dos voluptuosos buscam a reciprocidade do amor, mas nada é mais acariciante do que tua caridade, e nada mais salutar para ser amado, que a tua verdade, a mais bela e resplandecente de todas as coisas.

A curiosidade quer aparentar interesse pela ciência, mas só tu conheces plenamente tudo.

Até a ignorância e insipiência cobrem-se com o manto da simplicidade e da inocência; mas nada é mais simples, nada é mais inocente do que tu. As próprias obras é que prejudicam os malvados.

A preguiça parece desejar apenas a tranquilidade, mas que repouso seguro existe fora de ti, Senhor?

A luxúria quer ser chamada de saciedade e abundância; mas, só tu és a plenitude, tu és a fonte da suavidade inexaurível e incorruptível

A prodigalidade cobre-se com a sombra da liberalidade; porém, és tu o mais generoso doador de todos os bens.

A avareza quer possuir muito, mas tu possuis todas as coisas.

A inveja pleiteia a primazia, mas quem mais excelente do que tu?

A cólera procura a vingança; qual a vingança mais justa que a tua?

O temor, enquanto zela pela segurança, detesta os acontecimentos insólitos e inesperados, que ameaçam os objetos amados; mas, para ti, que há de insólito ou inesperado? Quem pode separar-te daquilo que amas? Onde se encontra segurança, senão a teu lado?

A tristeza definha na perda dos bens, nos quais a cobiça se satisfaz, porque desejaria que nada, como a ti, se lhe pudesse tirar.


SANTO AGOSTINHO DE HIPONA. Confissões, livro II, 6, 12. Trad. Maria Luiza Amarante. São Paulo: Paulus, 2016, p. 58-59.

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas