Gaudium news > Será verdade que Bento XVI está em agonia?

Será verdade que Bento XVI está em agonia?

Uma corrente de pedidos de oração, veiculada pelas redes sociais e que circula pelo mundo inteiro, afirma que o Papa Emérito está se apagando.

Redação (29/10/2020 19:46, Gaudium Press) Bento XVI está “se apagando”? Uma corrente de pedidos de oração, veiculada pelas redes sociais e que já circula pelo mundo, afirma isso. Inclusive citam palavras do próprio secretário particular do Papa, Mons. Georg Ganswein, pedindo orações.

Esse tipo de anúncios e correntes em relação à saúde de Bento XVI tem se repetido em diversas ocasiões, nos últimos anos.

Mas a amplitude e a velocidade com que essa notícia foi divulgada é especial e um tanto estranha. Jornais de renome, como o italiano Il Messagero, intitulam esta divulgação como “misteriosa”, de origem desconhecida.

Não há nada de anormal com o Pontífice Emérito

No entanto, fontes do Vaticano confirmam à Gaudium Press que a saúde do Papa está estável; o mesmo declaram, fontes do mosteiro vaticano Mater Ecclesiae, que não há nada de anormal na saúde de Bento XVI, e não há nenhum sinal de alerta.

A saúde do Pontífice segue os padrões de uma pessoa de sua idade e tudo está sob controle.

“É como uma vela que se apaga lenta e serenamente. Está em paz com Deus, consigo mesmo e com o mundo; não pode caminhar sem ajuda e já não pode mais celebrar a Santa Missa. Ofereçamos orações pelo santo Padre no seu caminho de vida com Cristo, a quem ama e tem servido com tanto amor e dedicação”, diz a mensagem mais difundida, com palavras de Mons. Ganswein.

Além das condições próprias da idade avançada, a lucidez, a memória e a atenção do Papa estão em excelente forma, como testemunham pessoas do calibre de Peter Seewald, biógrafo do Pontífice Emérito.

Esta lucidez permitiu-lhe, segundo Seewald, escrever um testamento que deve ser lido após a sua morte, no qual dispõe sobre o lugar de seu túmulo, que seria o antigo túmulo de São João Paulo II, na cripta de São Pedro.

Em relação ao caminho a Cristo percorrido por Bento, mencionado pela mensagem que circula nas redes sociais, é algo que o próprio Bento XVI já havia indicado no mesmo dia em que se efetivou sua renúncia, em 28 de fevereiro de 2013: “Sou simplesmente um peregrino que inicia a última etapa de sua peregrinação nesta terra. Mas gostaria ainda, com o meu coração, com o meu amor, com a minha oração, com a minha reflexão, com todas as minhas forças interiores, de trabalhar em prol do bem comum e do bem da Igreja e da humanidade. E me sinto muito apoiado pela vossa simpatia. Caminhemos juntos com o Senhor para o bem da Igreja e do mundo”.

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas