Gaudium news > Seminário ucraniano invadido durante a guerra será reaberto

Seminário ucraniano invadido durante a guerra será reaberto

O seminário ucraniano saqueado e destruído pelas tropas russas nas proximidades de Kiev vai reabrir suas portas nos próximos dias 15 a 21 de agosto para acolher um encontro de jovens

Redação (08/08/2022 18:20, Gaudium Press) O seminário de Vorzel se encontra na periferia de Kiev.

Nos primeiros dias após a invasão russo na Ucrânia, as instalações do seminário foram saqueadas pelas tropas russas e algumas partes destruídas.

A foto de uma imagem de Nossa Senhora despedaçada por terra percorreu e comoveu o mundo inteiro.

Após cinco meses, o seminário pode reabrir suas portas e vai acolher entre os dias 15 e 21 de agosto um encontro de jovens. O encontro de verão é destinado a jovens a partir de 16 anos de idade.

O reitor do seminário, padre Rusian Mykhalkiv confessa que não sabe quantos jovens vão aparecer e acrescenta: “Não é importante (o número). É importante mudar o ambiente, ter tempo, ouvir o Senhor”.

Entre exercícios espirituais, atividades recreativas e lúdicas, o programa de verão prevê também uma visita a localidades bastante atingidas pela guerra.

Continuar apesar das dificuldades e a exemplar generosidade das pessoas

Sobre isso, explicou o reitor que na espiritualidade os jovens devem achar a resposta para tudo o que vivenciaram.

Ele afirmou ainda que apesar de todas as dificuldades pelas quais passa a Ucrânia atualmente, a motivação é grande para a realização do encontro estival:

“Apesar de tudo o que está acontecendo, apesar da guerra que complicou e reduziu profundamente nossas vidas. Apesar disso, isso significa que queremos permanecer fiéis à vida, guardar nosso futuro, olhar para frente.”

O reitor respondeu a algumas perguntas sobre o futuro dos jovens e da Ucrânia. “Apesar da loucura desta situação e da injustiça que clama aos céus, assistimos a dinâmicas profundamente cristãs e humanas” afirmou o padre Rusian.

Segundo o sacerdote, a guerra fez com que as pessoas redescobrissem a generosidade. Vê-se pessoas ajudando umas às outras sem pedir nada em troca.

O futuro dos jovens na Ucrânia

O reitor disse que muitos jovens fugiram da Ucrânia, mas muitos retornaram, pelo menos temporariamente.

Com efeito, por causa do inverno rigoroso da Ucrânia acredita-se que um novo êxodo acontecerá entre os meses de outubro e novembro próximos.

Sobre os estragos feitos pela guerra, o sacerdote comentou que a guerra roubou também o futuro de muitos jovens: a destruição de universidades e escolas é uma prova disso.

Quando questionado se as escolas reabrirão em setembro, o sacerdote afirmou que as escolas não têm condições de garantir segurança para os jovens neste momento.

Contudo, o fato de ficar em casa, sobretudo em um país em guerra, também não é uma boa alternativa.  (FM)

Com informações de SIR.

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas