Gaudium news > São João da Cruz e os três passos para o encontro com Deus

São João da Cruz e os três passos para o encontro com Deus

A orientação de um grande santo para estar em união com Deus.

Redação (29/07/2022 10:46, Gaudium Press) São João da Cruz, um dos maiores místicos da história, propõe um caminho para o encontro com Deus.

Consciência do amor de Deus

O primeiro ponto é saber que Deus nos ama, ter esta certeza consigo, porque o cristianismo não é um conjunto de regras, mas é um encontro com o amor de Deus que nos ama sem condições.

“Quando a alma compreende o que deve fazer […]; conhecendo a grande dívida que tem para com Deus por tê-la criado somente para Si (pelo qual lhe deve o serviço de toda a sua vida)[…]” (Cântico Espiritual  1, 1).

A consciência do amor de Deus nos acompanhará por toda a vida cristã.

Purificar a alma

Quando a alma percebe o amor de Deus, o segundo passo é purificar a alma, retirando de si tudo o que a separa de Deus.

A purificação consiste em amar a Deus com o mesmo amor com que se é amado.

O estado de perfeição, segundo João da Cruz, consiste na união da alma com Deus.

“Não fujas dos sofrimentos, porque neles está a tua saúde”.

 A união que transforma

Só pode abandonar apegos e vícios se encontrar algo muito mais belo: o amor de Deus.

Em “Chama Viva de Amor”, São João da Cruz descreve em detalhes o processo da união transformante em Deus.

De fato, o cristão com o Espírito Santo purifica a alma, ilumina-a, aquece-a como se fosse uma chama.

Por outro lado, na “Noite Escura”, São João da Cruz descreve o aspecto “passivo” da progressiva transformação e purificação da pessoa.

O homem com seu esforço humano é incapaz de libertar-se de inclinações e vícios, pode contê-los, mas não erradicá-los.

Mesmo no matrimônio espiritual, o noivo faz com que a noiva (alma) entenda seus segredos, especialmente os mistérios de sua Encarnação e as maneiras e caminhos da redenção humana.

“No crepúsculo da vida seremos julgados segundo o amor; aprenda a amar como Deus quer ser amado”.

Para chegares a saborear tudo,

Não queiras ter gosto em alguma coisa

Para chegares a possuir tudo,

Não queiras possuir coisa alguma.

Para chegares a ser tudo,

Não queiras ser coisa alguma.

Para chegares a saber tudo,

Não queiras saber coisa alguma.

Se queres ter alguma coisa em tudo,

Não tens puramente em Deus teu tesouro. (São João da Cruz)

 

Por Rita Sberna

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas