Gaudium news > “Peregrinos de esperança” é o lema do Jubileu de 2025

“Peregrinos de esperança” é o lema do Jubileu de 2025

O Papa aprovou, em 3 de janeiro, o lema do próximo Ano Santo, durante uma audiência com o presidente do Pontifício Conselho para a Nova Evangelização, Mons. Rino Fisichella.  

Redação (14/01/2022 10:27, Gaudium Press) Na audiência de Mons. Fisichella com o Papa Francisco, foi aprovado o lema do próximo Ano Santo que “pode ​​ser resumido em duas palavras: Peregrinos de esperança”.

“A preocupação do Papa é que o Jubileu de 2025 seja preparado da melhor maneira possível”, disse o arcebispo em entrevista à emissora Telepace, canal de televisão italiano.

“Há muito trabalho a ser feito” nestes dois anos, declarou Mons. Rino Fisichella, que terá a responsabilidade de organizá-lo.

“É necessário ter um impacto preparatório sólido e criar uma máquina organizacional eficiente”, sublinhou.

“Para ativá-lo plenamente, aguardo novas indicações do Papa”, disse Mons. Fisichella, embora os trabalhos já tenham começado. Uma das prioridades refere-se ao acolhimento de peregrinos e fiéis.

História do Jubileu

O Jubileu de 2025 será o 27º Jubileu ordinário da história da Igreja. O primeiro foi proclamado por Bonifácio VIII em 1300 e era para ser celebrado a cada cem anos.

Entretanto, em 1350, Clemente VI determinou realizá-los a cada 50 anos. Mais tarde, Paulo II, com uma Bula de 1470, estabeleceu que o Jubileu deveria ser realizado a cada 25 anos.

O Papa inaugura o Ano Santo com o rito da abertura da Porta Santa na Basílica de São Pedro. Depois disso, as Portas Santas das outras basílicas papais – São João de Latrão, São Paulo Fora dos Muros e Santa Maria Maior – são abertas e assim permanecem até o final do Ano Jubilar.

O Jubileu da Misericórdia, convocado pelo Papa Francisco com a Bula Misericordiae Vultus em 2015, foi um jubileu extraordinário.

O Jubileu oferece aos fiéis a possibilidade de lucrar a Indulgência Plenária para si ou para os falecidos, é um ano de reconciliação e conversão, de solidariedade e empenho pela justiça a serviço de Deus e dos irmãos.

Com informações Vatican News.

 

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas