Gaudium news > Perdão Celestino é iniciado em L’Aquila

Perdão Celestino é iniciado em L’Aquila

O Perdão Celestino é a Indulgência Plenária perpétua que o Papa Celestino V concedeu a todos os fiéis entre os dias 28 e 29 de agosto.

Itália – Roma (28/08/2020 09:00, Gaudium Press) Através de uma Santa Missa presidida pelo Cardeal Matteo Zuppi, nesta sexta-feira, 28 de agosto, em L’Aquila, será aberta a Porta Santa da Basílica de Santa Maria de Collemaggio. Através desta cerimônia se iniciará o Perdão Celestino.

O que é o Perdão Celestino?

O Perdão Celestino é a Indulgência Plenária perpétua que o Papa Celestino V concedeu a todos os fiéis durante as vésperas do dia 28 até as vésperas do dia 29 de agosto. Esta indulgência plenária está registrada na ‘Bula Inter Sanctorum Solemnia’ de 1294, também chamada de ‘Bula do Perdão’.

Precursor do Jubileu

Através desta indulgência o ‘Perdão Celestino’ se converteu no precursor do que hoje conhecemos como Jubileu, estabelecido até o ano de 1300 por Bonifácio III. Até então a indulgência era uma graça que só se outorgava aos cruzados que partiam à Terra Santa ou aos peregrinos que chegavam à Porciúncula em Assis.

Como receber o Perdão Celestino?

Para receber a indulgência do Perdão Celestino, os fiéis devem visitar a Basílica de Collemaggio, rezar o Credo, o Pai Nosso, a Ave Maria e o Glória ao Pai, de acordo com as intenções do Papa, se confessarem e comungarem no mesmo dia, em um dos oito dias seguintes ou em um dos oito dias anteriores.

Patrimônio Mundial da UNESCO

O Perdão Celestino é considerado, desde dezembro do ano passado, com suas diversas manifestações, é Patrimônio Mundial da UNESCO porque é um símbolo de reconciliação, coesão e integração social e um evento que promove valores de partilha, hospitalidade e fraternidade.

Horário das Missas do Perdão Celestino na Basílica de Collemaggio

Entre os dias 28 e 29 estão previstas oito Missas do Perdão na Basílica de Collemaggio. A missa de abertura será às 19 horas; às 22h se realizará uma celebração para jovens, escoteiros, grupos leigos e agentes de pastoral; às 6h para trabalhadores; às 8h para religiosos e religiosas; às 10h para as Forças Armadas e as Forças Policiais; às 12h para famílias, catequistas, crianças, estudantes e professores; às 16h para doentes e confrarias; e às 18h será rezada a última Missa seguida pelo rito de fechamento da Porta Santa, cerimônia presidida pelo Arcebispo de L’Aquila, Cardeal Giuseppe Petrocchi. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas