Gaudium news > Pensamentos de São Luís Orione sobre a oração

Pensamentos de São Luís Orione sobre a oração

“No silêncio e na oração amadurecem os frutos da Fé e germinam os propósitos que formam os grandes Santos”.

Redação (26/10/2020 13:00, Gaudium Press) A Igreja celebra no dia de hoje, 26 de outubro, a memória de São Luís Orione. Nascido no dia 23 de junho de 1872 em Pontecurone, um pequeno município na Diocese de Tortona, no Norte da Itália, Luís Orione sentiu o chamado ao sacerdócio ainda jovem.

Após concluir os cursos de filosofia e teologia no seminário, foi ordenado sacerdote adotando o lema: “Renovar tudo em Cristo”. Dedicou-se integralmente aos doentes, necessitados e marginalizados da sociedade.

São Luís Orione fundou as Congregações Religiosas: Pequena Obra da Divina Providência, eremitas da Divina Providência, Pequenas Irmãs Missionárias da Caridade e Irmãs Sacramentinas Cegas.

Com o objetivo de incentivar os seus filhos missionários visitou por diversas vezes a América do Sul: Argentina, Uruguai, Chile e no Brasil (1921, 1922, 1934 e 1937). São Luís Orione chegou inclusive a afirmar que o que não pudesse fazer pelo Brasil quando vivo, o faria depois de morto.

O Papa Pio XII o denominou “pai dos pobres, benfeitor da humanidade sofredora e abandonada” e o Papa João Paulo II depois de tê-lo declarado beato em 26 de outubro de 1980, finalmente o canonizou em 16 de maio de 2004.

*     *     *     *     *

Confira abaixo alguns pensamentos de São Luís Orione sobre a oração:

“A oração é a graça das graças: peçamo-la e Deus nos tornará santos!”

“Sem a oração não se faz nada de bem. A oração é nossa força”.

“A oração é nossa elevação a Deus. O sussurro da Fé, o grito da Esperança”.

“Meu silêncio foi uma oração para todos para a paz no mundo, para a paz nos corações”.

“A oração não é palavrório longo e bonito, é a elevação da mente e do coração a Deus”.

“Ninguém vive sem respirar. A oração é a respiração da alma em Deus”.

“A oração é de todas as filosofias a mais sublime, de todas as ciências a mais instrutiva”.

“No silêncio e na oração amadurecem os frutos da Fé e germinam os propósitos que formam os grandes Santos”.

“As horas de silêncio são oração; a oração dá a essas horas e à vida inteira, a força e a fecundidade”. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas

  • Vítima, alimento e amigo

    Genuflexos diante do mistério do Natal, consideremos três modalidades da presença eucarística de Jesus: como Vítima, como alimento e como amigo...

    Mais
  • Florescimento do eremitismo

    Apavorados diante das perseguições, muitos cristãos fugiam para o deserto: principiavam então uma vida isolada, eremítica, contemplativa. Ao me...

    Mais