Gaudium news > Pastoral Carcerária celebra seus 50 anos no Santuário Nacional de Aparecida

Pastoral Carcerária celebra seus 50 anos no Santuário Nacional de Aparecida

A iniciativa, que segue o lema “Estive preso e vieste me visitar” (Mt 25, 36), atua junto às pessoas presas e suas famílias.

Foto: Divulgação/Pastoral Carceraria.

Redação (20/05/2022 12:14, Gaudium Press) A Pastoral Carcerária, movimento social ligado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), celebra em 2022 os seus 50 anos de existência.

Estive preso e vieste me visitar

A iniciativa, que segue o lema “Estive preso e vieste me visitar” (Mt 25, 36), atua junto às pessoas presas e suas famílias, através de diversas ações como evangelização e promoção da dignidade humana.

Em 1972 o Padre Paulo Ruffier, religioso Jesuíta que iniciou os trabalhos pastorais na Casa de Detenção em São Paulo, elaborou a primeira Apostila de Formação da Pastoral Carcerária, que se tornou referência para todo o país.

Romaria ao Santuário Nacional de Aparecida

A coordenadora nacional do movimento, Irmã Petra Silvia Pfaller, convidou os agentes e parceiros da Pastoral Carcerária Nacional para participarem das celebrações por essa efeméride com uma romaria no dia 28 de agosto, no Santuário Nacional de Aparecida (SP).

A religiosa recorda que a Pastoral é um dos movimentos ligados à Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Sócio Transformadora da CNBB. “A partir da década de 70, no Brasil, a Igreja se faz mais presente no cárcere com celebrações, cursos bíblicos, grupos de partilhas e acompanhamento à Jesus preso nas pessoas presas”, concluiu. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas