Gaudium news > Papa nomeia ‘Delegado especial’ para Memores Domini

Papa nomeia ‘Delegado especial’ para Memores Domini

O Delegado é o Arcebispo de Taranto que assume com plenos poderes o governo da associação leiga a partir de amanhã.

Redação (24/09/2021 12:09, Gaudium Press) O Vatican News informa hoje que Francisco nomeou um “Delegado especial”, Dom Filippo Santoro, Arcebispo de Taranto, para os Memores Domini, o que implica uma “mudança na gestão da Associação”.

Quem são

Memores Domini é uma associação leiga fundada em Milão sob a orientação do Pe. Luigi Giussani, fundador do Movimento Comunhão e Libertação. Em 8 de dezembro de 1988, o Pontifício Conselho para os Leigos constituiu-os como associação internacional de fiéis.

    Integram os Memores Domini membros da Fraternidade de Comunhão e Libertação, que vivem no mundo, mas praticam os conselhos evangélicos da pobreza, da obediência e da castidade. A contemplação nas atividades do mundo faz parte da espiritualidade, entendida como uma memória “tendencialmente contínua de Cristo”, e a missão de levar o anúncio de Cristo aos homens.

Sendo leigos e realizando seu ministério no mundo, vivem em comunidade e formam casas masculinas e femininas, nas quais praticam o silêncio, a oração e se expandem na experiência dos conselhos evangélicos.

O Delegado assume funções a partir de amanhã

O comunicado da Santa Sé afirma que o “delegado especial, a partir de 25 de setembro de 2021, assumirá temporariamente, ad nutum da Sé Apostólica, com plenos poderes, o governo da Associação, a fim de salvaguardar o seu carisma e preservar o unidade de seus membros. Simultaneamente, expira o atual governo geral da Associação”.

O Vatican News também informa que o Pe. Gianfranco Ghirlanda, SJ foi nomeado assistente pontifício para os assuntos canônicos relacionados à mesma Associação.

A nota vaticana, em nenhuma das diversas línguas em que foi publicada, demonstra as razões por haver nomeado um Delegado especial, que é um representante direto do Papa, que neste caso assume diretamente o governo dos Memores.

Os antecedentes de nomeação de um Delegado Especial são comumente situações de crise, como por exemplo, a eleição em fevereiro de 2017 do então substituto do Secretário de Estado, Mons. Angelo Becciu, como Delegado Especial da Ordem de Malta, após a crise que culminou com a renúncia do então Grão-Mestre, Matthew Festing.

Alguns meios de comunicação já haviam divulgado a possível nomeação do delegado especial, e inclusive se aventuraram a falar das más relações entre Comunhão e Libertação e o Vaticano.

Os Memores Domini são conhecidos também porque alguns membros dessa associação atendem Bento XVI no mosteiro Mater Ecclesiae, no Vaticano.

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas