Gaudium news > Papa Francisco volta a batizar bebês na Capela Sistina

Papa Francisco volta a batizar bebês na Capela Sistina

Após o cancelamento da cerimônia no ano passado, devido às restrições sanitárias, o Papa Francisco retoma o costume de batizar alguns filhos recém-nascidos de funcionários do Vaticano.  

Redação (09/01/2022 10:31, Gaudium Press) Hoje, durante a missa da Festa do Batismo do Senhor, celebração que encerra o tempo litúrgico do Natal, o papa batizou 16 bebês – sete meninos e nove meninas –, um ano depois de ter sido forçado a cancelar o evento anual devido à pandemia.

A última vez, em 12 de janeiro de 2020, eram 32 e o Papa fez uma pequena homilia para não “cansar” os pequenos e seus pais lutando com gritos e choros.

Proteger a identidade cristã

“Queridos filhos, com grande alegria a Igreja vos acolhe”, disse o Papa antes de marcar em cada bebê o sinal distintivo da fé cristã: o sinal da cruz.

Em uma homilia breve e improvisada, Francisco falou sobre o significado da cerimônia, que, no batismo, as crianças recebem sua identidade cristã.

“E vocês, pais e padrinhos, devem guardar essa identidade”, afirmou “Esta é a vossa tarefa ao longo da vida: zelar pela identidade cristã dos vossos filhos. É um compromisso diário: fazê-los crescer com a luz que hoje receberão”.

Ao longo da missa, o canto do coro da Capela Sistina rivalizava com o choro dos bebês.

Como de costume durante esta cerimônia, o Santo Padre convidou pais e filhos a se acomodarem: “deixe-os bem à vontade”.

“Deixai-os chorar baixinho” – insistiu – e assim “com esta paz avançamos na cerimônia, e não vos esqueçais: eles receberão a identidade cristã e a vossa tarefa será a de custodiar essa identidade cristã”.

Com informações Vatican news.

 

 

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas