Gaudium news > Papa Francisco: São José, o homem que sonha

Papa Francisco: São José, o homem que sonha

O Pontífice continuou com sua catequese sobre o Santo Patriarca.  

Redação (26/01/2022 16:11, Gaudium Press) Na sequência da catequese sobre São José, que o Papa realiza nas audiências gerais às quartas-feiras, hoje Francisco falou das comunicações de Deus a São José em sonhos, algo que tem sido muito destacado pela iconografia cristã.

Foi lido o trecho de São Mateus em que o Anjo do Senhor diz ao Patriarca em sonho que volte do Egito para Israel com a Sagrada Família, pois aqueles que queriam matar o Menino já haviam morrido. Então eles voltaram para Nazaré.

O sonho, um símbolo da vida interior

Nas culturas dos povos antigos, “os sonhos eram considerados um meio pelo qual Deus se revelava”, disse Francisco. “O sonho simboliza a vida espiritual de cada um de nós, aquele espaço interior que cada um é chamado a cultivar e a proteger, onde Deus se manifesta e muitas vezes nos fala”.

“Mas também devemos dizer que dentro de cada um de nós não há apenas a voz de Deus: há muitas outras vozes. Por exemplo, as vozes de nossos medos, das experiências passadas, das esperanças; e há também a voz do maligno que quer nos enganar e confundir”.

“Portanto, é importante ser capaz de reconhecer a voz de Deus no meio de outras vozes”. Nesse sentido, “José demonstra que sabe cultivar o silêncio necessário e, sobretudo, tomar as decisões justas diante da Palavra que o Senhor lhe dirige interiormente”, explicou o Pontífice.

Uma escola para aprender a atender a voz de Deus

O Papa convidou a meditar nos quatro sonhos que o Evangelho mostra São José como protagonista, para entender como deve ser nossa resposta “diante da revelação de Deus”.

“Queridos irmãos e irmãs, o Senhor nunca permite um problema sem também nos dar a ajuda necessária para enfrentá-lo. Ele não nos joga ali no forno sozinhos. Ele não nos lança no meio dos animais ferozes. Não. Quando o Senhor nos mostra um problema ou nos revela um problema, Ele sempre nos dá a intuição, a ajuda, sua presença para sair dele, para resolvê-lo”.

“Na vida experimentamos perigos que ameaçam nossa existência ou a de quem amamos. Nessas situações, rezar significa escutar a voz que pode fazer nascer em nós a mesma coragem de José para enfrentar as dificuldades sem sucumbir”.

Francisco sublinhou que “o medo também faz parte da vida e também precisa da nossa oração. Deus não nos promete que nunca teremos medo, mas que, com sua ajuda, o medo não será o critério de nossas decisões. José experimenta o medo, mas Deus o guia também. O poder da oração ilumina as situações sombrias.”

O Papa convidou a rezar por aqueles que sofrem e não têm consciência do poder da esperança e da oração. Ele pediu que se invocasse São José para ajudá-los a “abrir-se ao diálogo com Deus, a redescobrir a luz, a força e a ajuda”. Exortou também a encomendarmo-nos a São José e à sua intercessão.

Com informações Vatican News

 

 

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas