Gaudium news > Papa Francisco reza o Angelus da sacada do seu quarto no hospital

Papa Francisco reza o Angelus da sacada do seu quarto no hospital

Esta foi a primeira vez que o Pontífice recitou a oração mariana do Angelus a partir de um hospital.

Itália – Roma (12/07/2021 09:23, Gaudium Press) No último domingo, 11 de julho, o Papa Francisco conduziu a oração Mariana do Angelus, da sacada de seu quarto, localizada no décimo andar do Hospital Gemelli, onde segue internado há uma semana, desde que se submeteu a uma cirurgia no intestino.

Diante de inúmeros fiéis presentes na pequena praça que fica na entrada do Hospital, e rodeado por algumas crianças que também estão internadas, o Santo Padre manifestou sua alegria por manter o tradicional Angelus dominical com os fiéis e também agradeceu pela proximidade e orações.

“Curavam numerosos doentes, ungindo-os com óleo” (Mc 6,13)

Em seguida, Francisco fez uma breve meditação sobre o Evangelho do dia, ressaltando a seguinte frase: “curavam numerosos doentes, ungindo-os com óleo” (Mc 6,13). “Este ‘óleo’ é certamente o sacramento da Unção dos enfermos, que dá conforto ao espírito e ao corpo. Mas este ‘óleo’ é também a escuta, a proximidade, o cuidado, a ternura de quem cuida da pessoa doente: é como uma carícia que faz sentir melhor, alivia a dor e soleva”, destacou.

Segundo o Pontífice, mais cedo ou mais tarde, todos necessitamos desta “unção” e todos podemos oferecê-la a alguém, com uma visita, um telefonema, uma mão estendida a quem necessita de ajuda. “Recordemos que, no juízo final, uma das coisas que nos perguntarão será a proximidade aos doentes”.

A importância de um bom serviço de saúde gratuito e acessível a todos

Por fim, destacou a importância de um bom serviço de saúde gratuito, acessível a todos. “Não se pode perder este bem precioso. É preciso mantê-lo! E para isso é necessário que todos se empenhem, porque serve a todos e pede a contribuição de todos”.

O Papa ainda expressou seu apreço e encorajamento aos médicos e a todos os agentes de saúde e aos funcionários dos hospitais. E também pediu orações por todos os doentes “especialmente por aqueles em condições mais difíceis: ninguém fique só, cada um possa receber a unção da escuta, da proximidade, da ternura e do cuidado. E é o que pedimos por intercessão de Maria, nossa Mãe, saúde dos enfermos”, concluiu. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas