Gaudium news > Papa Francisco ressalta a importância das Mulheres Consagradas na Igreja

Papa Francisco ressalta a importância das Mulheres Consagradas na Igreja

Na última segunda-feira, o Papa Francisco recebeu as irmãs da Caridade de Santa Joana Antide Thouret, congregação fundada na cidade francesa de Besançon em 1799

Santa Joana Antide Thouret, fundadora das Irmãs da Caridade de Santa Joana Antide Thouret

Roma (12/10/2021 5:30, Gaudium Press) Acontece em Roma, até o dia 15 de outubro, o capítulo geral das Irmãs da Caridade de Santa Joana Antide Thouret. A abertura do Capítulo Geral coincidiu com o início do Sínodo para a Sinodalidade.

O Papa Francisco aproveitou para comentar a coincidência, ressaltando o papel das mulheres na Igreja.

E agradeceu o papel dos institutos de vida consagrada, que contribuem para a sinodalidade: “O compromisso que nós fazemos como Igreja para crescer na sinodalidade é também uma forte incitação para os Institutos de vida consagrada”.

A propósito do tema do 21° Capítulo Geral “Partir de Betânia com a solicitude de Marta e a escuta de Maria”, Francisco comentou que são duas discípulas muito importantes na vida de Jesus e dos Apóstolos.

O Pontífice acrescentou ainda que as mulheres consagradas são insubstituíveis no seio da Igreja e evocou o exemplo das Santas Mulheres que acompanhavam os Apóstolos: “Eu gosto de pensar que vocês, as mulheres consagradas, são uma extensão da presença feminina que caminhou com Jesus e os Doze, partilhando a missão e trazendo uma contribuição particular”.

O Papa ressaltou ainda que a qualidade de batizados faz-nos discípulos de Jesus e “presença viva na Igreja”. Antes de abençoar as religiosas, Francisco mencionou o cuidado com os pobres, algo que está no carisma da congregação.

As Filhas da Caridade de Santa Joana Antide Thouret

Em 1787,  Joana Antide Thouret (1765-1826) entrou para na vida religiosa com as Filhas da Caridade. Mas a Revolução Francesa dispersou as religiosas e Jeanne foi obrigada a deixar a Congregação.

Joana, que nunca desistiu de sua vocação religiosa, fundou então em 1799 a Irmãs da Caridade de Santa Joana Antide, que se dedicam especialmente aos pobres e necessitados: sobretudo com o ensino e o cuidado dos enfermos.

Canonizada em 1934, Santa Joana deixou uma congregação que atualmente conta com cerca de 5 mil religiosas espalhadas por vários  países que atuam conforme o carisma inicial. (FM)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas