Gaudium news > Papa explica renúncia do Arcebispo de Paris

Papa explica renúncia do Arcebispo de Paris

Durante a roda de imprensa no voo de retorno a Roma, o Papa Francisco explicou porque a demissão de Mon. Aupetit da arquidiocese de Paris foi aceita de maneira tão rápida

Redação (06/12/2021 13:00, Gaudium Press) Durante o voo da Grécia para Roma, o Papa Francisco respondeu às perguntas dos jornalistas presentes.

Um dos jornalistas perguntou ao Papa o porquê de ter aceitado a demissão do Arcebispo de Paris de maneira tão rápida. O aceite da renúncia foi feito apenas uma semana após o pedido.

Francisco explicou que não se deve condenar antes de conhecer a acusação. E convidou os jornalistas a investigarem antes, sob o risco de condenar sem saber a razão. O Papa disse que a opinião pública, os boatos condenaram Mons. Aupetit . Em seguida, Francisco disse que Mons. Aupetit teve uma falta contra o sexto mandamento:

“(Uma falta contra o sexto mandamento) mas não total, de pequenos carinhos e massagens que fazia na secretária, essa é a acusação. Isso é um pecado, mas não é dos pecados mais graves, porque os pecados da carne não são os mais graves. Os mais graves são aqueles que têm mais angelicalidade: a soberba, o ódio.”

Francisco disse que Mons. Aupetit é pecador assim como São Pedro, bispo sobre o qual foi fundada a Igreja, também o era. Em seguida disse que na época de São Pedro: “a Igreja era acostumada a se sentir pecadora, todos, era uma igreja humilde”.

Mas hoje em dia, a igreja não está acostumada a ter um bispo pecador, disse Francisco. Quando os boatos e os mexericos crescem muito e destroem a fama da pessoa, esta não pode governar porque perdeu a fama, continuou ele.

Assim, concluiu Francisco que aceitou a renúncia por causa dos mexericos: “Por isso aceitei a renúncia, não sobre o altar da verdade, mas sobre o altar da hipocrisia”. (FM)

Com informações VaticanNews

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas