Gaudium news > Papa Emérito rezou pela alma de Hans Küng

Papa Emérito rezou pela alma de Hans Küng

Ele pediu ao céu de que tivesse misericórdia dessa alma.

Redação (09/04/2021 16:12, Gaudium Press) Hans Küng – o teólogo heterodoxo que morreu em 6 de abril passado, em Tubinga – e o Papa Ratzinger eram velhos conhecidos. Ademais, eram os dois especialistas mais jovens do Concílio Vaticano II e já figuras proeminentes, quando lá trocavam opiniões e estreitaram relações.

Contrário à infalibilidade pontifícia definida pelo Concílio Vaticano, Küng teve revogada sua licença para ensinar como teólogo católico em 1979 pela Congregação da Doutrina da Fé, que mais tarde seria dirigida pelo próprio Mons. Ratzinger.

Uma longa lista de posições não católicas

Desde muito jovem, Küng foi se afastando da doutrina da centralidade da Igreja para a salvação. Além disso, seu interesse foi derivando em direção a uma ética leiga, que dizia ser baseada nos valores morais das “grandes religiões”, mas que não se fundamentava em absoluto na moralidade católica. Evidentemente: em questões como o “sacerdócio” feminino, a eutanásia, entre várias outras, Küng tinha deixado de ser católico.

O Papa Ratzinger recebeu-o em Castel Gandolfo, em setembro de 2005, aos 5 meses de pontificado. Foi um gesto de bondade do Pontífice ante o pedido de Küng; entretanto, já havia sido estabelecido, desde antes do encontro, que não se abordariam temas de contradição entre o pensamento de Küng e o Magistério da Igreja. Este gesto de bondade veio depois de Küng ter declarado sua “decepção gigantesca” com a elevação de Ratzinger ao pontificado, e não impediu as repetidas críticas subsequentes ao Papa alemão. Enfim, são coisas da bondade.

Agora, o secretário particular de Bento, Mons. Ganswein, diz que, assim que soube da morte de Küng, ele sussurrou em latim um claro “Réquiescant in pace“. Foi o mais recente, e certamente não o único, pedido ao céu de que tivesse misericórdia dessa alma que tanto erro havia proclamado aos 4 ventos, mas que mesmo assim mereceu a consideração de um ancião Papa Emérito. (SCM)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas