Gaudium news > Papa emérito Bento XVI está com a saúde debilitada

Papa emérito Bento XVI está com a saúde debilitada

De acordo com o escritor Peter Seewald, em declarações ao jornal alemão ‘Passauer Neue Presse’, a saúde do Papa alemão é “extremamente frágil” e sua voz “apenas audível”.

Cidade do Vaticano (03/08/2020 15:00, Gaudium Press) Peter Seewald é extremamente próximo a Bento XVI e já escreveu diversas obras relacionadas ao Papa Emérito: ‘Bento XVI. Um olhar mais atento’; ‘Bento XVI. Uma vida para a Igreja’; ‘O sal da terra: Quem é e como pensa Bento XVI’; ‘Luz do mundo: o Papa, a Igreja e os sinais dos tempos’.

No sábado passado, 1º de agosto, ele se encontrou com Bento XVI no antigo mosteiro Mater Eclesia, no Vaticano. De acordo com o escritor, em declarações ao jornal alemão ‘Passauer Neue Presse‘, a saúde do Papa alemão é “extremamente frágil” e sua voz “apenas audível”.

Com erisipela, mas otimista

As expressões anteriores não justificam as manchetes que circulam por toda a internet de que o Pontífice emérito ‘está gravemente enfermo’. “Sua capacidade intelectual e memória não foram afetadas, mas sua voz é apenas audível”, diz o ‘Passauer Neue Presse‘. No entanto, Joseph Ratzinger está com 93 anos, o que torna qualquer alteração de saúde algo delicado.

O jornal alemão assegurou que Bento XVI tem erisipela facial, uma infecção bacteriana da pele que causa um avermelhamento, inchaço e dor. A doença, que também pode causar febre e dores de cabeça, é tratada com antibióticos.

Seewald assegura que, apesar da enfermidade, o Pontífice emérito segue otimista e declarou que poderia voltar a escrever assim que recuperasse suas forças.

Viagem para a Alemanha

Como se recordará, Bento XVI saiu de Roma e desembarcou em Munique na quinta-feira, 18 de junho, antes de seguir para Regensburg, onde visitaria seu irmão enfermo. Em Munique, o receberia Bispo de Regensburg, Dom Rudolf Voderholzer, que já havia pedido para respeitar a tranquilidade do Pontífice emérito, pois se tratava de uma visita de caráter privado. De fato, foi uma visita curta, pois na segunda-feira, 22 de junho, Bento XVI já regressava ao Vaticano.

O palpite do Papa emérito havia se mostrado certo, e seu irmão Georg, de 96 anos, faleceu no dia 1º de julho, ou seja, oito dias depois de ter partido Joseph Ratzinger de Regensburg.

Último desejo

De acordo com o jornal alemão, Bento XVI manifestou seu desejo de ser enterrado no antigo túmulo de São João Paulo II, na cripta da Basílica de São Pedro, de onde o papa polonês foi transferido após ser canonizado em 2014.

Em fevereiro de 2018, o pontífice emérito afirmou a um jornal italiano que “ao final de uma lenta diminuição da força física, internamente estou em peregrinação à casa”. Bento XVI, assim como São João Paulo II, escreveu um testamento espiritual que será publicado após sua morte. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas