Gaudium news > Padroeira da Diocese de Petrópolis (RJ) receberá Coroação Pontifícia

Padroeira da Diocese de Petrópolis (RJ) receberá Coroação Pontifícia

A Coroação Pontifícia de Nossa Senhora do Amor Divino acontece há exatos 270 anos da inauguração da primeira capela da Diocese de Petrópolis.

Rio de Janeiro – Petrópolis (22/04/2021 16:43, Gaudium Press) Durante as comemorações pelos 75 anos de sua criação, a Diocese de Petrópolis, Rio de Janeiro, recebeu um presente muito especial diretamente do Papa Francisco: a devoção diocesana a Nossa Senhora do Amor Divino será estendida a toda Igreja Católica através da Coroação Pontifícia da imagem, com a data a ser marcada.

Destacando que a Coroação Pontifícia de Nossa Senhora do Amor Divino acontece há exatos 270 anos da inauguração de sua primeira capela em 1751, o Bispo de Petrópolis, Dom Gregório Paixão, OSB, afirmou que esta é uma grande graça para a igreja diocesana e para toda Igreja no Brasil.

Imagens brasileiras que receberam a Coroação Pontifícia

Segundo o Padre Thomas Andrade Gimenez Dias, assessor eclesiástico para Liturgia, a Coroação Pontifícia é um ato no qual uma Imagem de Nossa Senhora, à qual está ligada uma importante devoção, é canonicamente coroada pelo próprio Santo Padre ou por um Bispo delegado por ele, que fará todos os atos em nome e com a autoridade do Papa.

O sacerdote recorda ainda que algumas imagens brasileiras de Nossa Senhora já receberam essa graça do Santo Padre. “Podemos citar a imagem de Nossa Senhora Aparecida, em 1904; a imagem de Nossa Senhora do Carmo, de Recife, em 1919; a imagem de Nossa Senhora do Pilar, de São João Del Rei, em 1954 e a imagem de Nossa Senhora do Carmo, de Mariana, em 1961”, destacou.

Reconhecimento que o Papa faz da devoção à Nossa Senhora do Amor Divino

O assessor eclesiástico para Liturgia ressalta ainda que a Coroação Pontifícia é o reconhecimento que o Papa faz de uma devoção Mariana, ligada a uma imagem, venerada em uma região. Com esse ato, aquele título mariano e a sua devoção ficam expandidas para todo o mundo católico.

“Com este reconhecimento pelo Papa Francisco, a Diocese de Petrópolis é incentivada a incrementar a devoção à Santíssima Virgem do Amor Divino, venerada na região de Petrópolis desde 1751”, concluiu. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas