Gaudium news > Padre Pio e seu Anjo da Guarda

Padre Pio e seu Anjo da Guarda

São Pio da Pietrelcina conversava, habitualmente, com o seu Anjo da Guarda.

Redação (23 de setembro de 2020 10:49, Gaudium Press) Desde sua infância Padre Pio tinha como amigo, um companheiro muito especial, seu próprio Anjo da Guarda. Era tão comum o diálogo entre eles, que nosso santo pensava ser esse fenômeno habitual com todas as pessoas.

São inúmeros os fatos narrados por incontáveis testemunhas, que viveram com o Padre Pio,  desses colóquios entre o Céu e a Terra.

Uma delas foi o Padre Eusébio que auxiliou o Padre Pio, de 1961 a 1965.  Nesse período ele recolheu dos próprios lábios de São Pio essas experiências místicas, e deixou-as escritas no livro Anjos da Guarda e o Padre Pio:

Intimidade com o seu Anjo da Guarda

“Ele – o anjo da guarda – iniciou o seu trabalho cedo, quando o Padre Pio ainda era menino. Ele tomou o semblante de outra criança e se fez visível para ele. Padre Pio passou a chamar o seu Anjo da Guarda de “o companheiro de minha infância.

Esta denominação revela a íntima relação entre o pequeno Francesco e seu querido Anjo. Um companheiro não é uma pessoa que se vê de vez em quando ou raramente, mas uma pessoa a quem se vê sempre e de quem somos amigos.

Nós o amamos e no caso do Padre Pio brincava com ele também… Ele disse, “um amigo do céu que fez feliz a sua infância e o aproximou da Eternidade”.1

Esse convívio celeste entre essa criança inocente e seu anjo nos faz lembrar a promessa feita a Tobias: “Um bom Anjo o acompanhará, e ele voltará são e salvo”. (Tb 5,21)

E que jornada nosso grande São Pio precisou travar, antes de partir à Jerusalém Celeste. Quantos sofrimentos, perseguições dos demônios e dos próprios homens, contra esse homem de Deus.

Oração que o Padre Pio rezava ao seu Anjo da Guarda

Uma batalha árdua, sem tréguas! Ele foi caluniado e perseguido por representantes da própria Igreja! Mas sempre protegido pelos espíritos celestes, que o ajudavam e aos que ele amava. São Pio tinha sempre nos lábios esse bela oração, para pedir a proteção  que tanto necessitava em sua caminhada terrena: Anjo de Deus, meu guardião, a quem a bondade do Pai Celestial me confia,Ilumine, proteja e guie-me agora e para sempre. Amém. (JPS)

__________________________

1- Padre Pio e os Anjos – Frei Alessio O.F.M -pg. 23

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas