Gaudium news > Novo Motu Proprio prevê mudanças sobre a Prelazia do Opus Dei

Novo Motu Proprio prevê mudanças sobre a Prelazia do Opus Dei

O Motu Proprio “Ad charisma tuendum” do Papa Franisco prevê algumas mudanças na organização da prelatura do Opus Dei

Redação (22/07/2022 08:00, Gaudium Press) Há quarenta anos, o Papa São João Paulo II erigiu a Prelazia Pessoal do Opus Dei, com a Constituição Apostólica Ut sit, de 28 de novembro de 1982.

Com o novo Motu proprio, “Ad charisma tuendum” (Para custodiar o carisma), o Papa Francisco faz algumas alterações no texto de seu predecessor.

Mudanças em relação a constituição Ut Sit

O documento de Francisco prevê mudanças na estrutura da prelazia em coerência com a nova Constituição Apostólica Praedicate Evangelium, de 19 de março de 2022.

“Com este Motu Proprio pretendemos confirmar a Prelazia do Opus Dei no contexto autenticamente carismático da Igreja, especificando a sua organização em harmonia com o testemunho do Fundador, São Josemaria Escrivá de Balaguer, e com os ensinamentos da eclesiologia conciliar sobre prelaturas pessoais”, explica o texto do documento

O intuito do Motu proprio é de conservar o carisma, como anuncia o mesmo título em latim “Ad Charisma tuendum”. Sendo assim, uma das alterações refere-se ao dicastério vaticano que se encarregará da prelazia.

Mudança em relação ao dicastério e à ordenação episcopal

A partir de agora, é a Congregação para o Clero a responsável pela prelatura e não mais o Dicastério para os Bispos. O Motu próprio estabelece assim que o Prelado não pode mais receber a ordenação episcopal.

O documento justifica a decisão e explica que dessa forma “pretende-se fortalecer a convicção de que, para a proteção do dom particular do Espírito, uma forma de governo baseada mais no carisma do que sobre a autoridade hierárquica é necessária.”

No parágrafo seguinte o Motu Proprio explica que o título do Prelado será de Protonotário Apostólico Supranumerário com o título de Reverendo Monsenhor.

O Motu Proprio que veio a lume, nesta sexta-feira, 22 de julho, entrará em vigor no próximo 4 de agosto.

Mons. Fernando Ocariz. Fonte: Wikipedia

Carta do Prelado da Opus Dei

Monsenhor Fernando Ocáriz, prelado da Opus Dei, escreveu uma carta aos membros da prelazia com algumas considerações em relação ao Motu proprio, o qual acolhe “filialmente”.

O Prelado exortou os membros do Opus Dei a seguir o pedido do Pontífice de “difundir no mundo o chamado à santidade, através da santificação do trabalho e dos compromissos familiares e sociais”, como se lê no documento.

Na missiva, Mons. Fernando Ocáriz refere-se à decisão do Papa de não outorgar a ordenação episcopal ao prelado: “A ordenação episcopal do prelado não era e não é necessária para dirigir o Opus Dei”.

A carta afirma também que “o desejo do Papa de enfatizar agora a dimensão carismática da Obra nos convida a fortalecer o ambiente familiar, de afeto e confiança: o prelado deve ser um guia, mas, sobretudo, um pai”.

Juntamente com a carta de Mons. Fernando Ocáriz, o Opus Dei publicou um texto explicativo, em forma de perguntas e respostas, sobre o Motu próprio e as consequências práticas na vida de seus membros. (FM)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas