Gaudium news > Nova sede da Nunciatura Apostólica é inaugurada na Armênia

Nova sede da Nunciatura Apostólica é inaugurada na Armênia

Uma nova sede da nunciatura apostólica foi inaugurada na Armênia. O novo estabelecimento permitirá estreitar ainda mais as relações diplomáticas entre o país e a Santa Sé

 

Armênia – Erevan (27/10/2021 6:34, Gaudium Press) Uma nova sede da Nunciatura Apostólica foi aberta na Armênia. Por ocasião de quase 30 anos das relações diplomáticas bilaterais, uma nova sede de nunciatura foi inaugurad na última quarta-feira, 26 de outubro, na capital Erevan.

A recém-inaugurada sede não substitui a casa oficial, localizada em Tbilisi, na Geórgia. E está temporariamente instalada na Avenida do Norte da capital.

De fato, espera-se um local grande para favorecer as atividades e compromissos da Santa Sé em terras armênias.

Relações que remontam a origem do Cristianismo

Através da carta apostólica Armeniam Nationem de 24 de maio de 1992, foi estabelecida oficialmente a nunciatura apostólica da Armênia.

As relações entre a Igreja Católica e a Armênia datam do nascimento mesmo do Cristianismo. Mas as relações diplomáticas oficiais só aconteceram após a independência do país em 1992

Algumas congregações permitem que as relações diplomáticas tenham se intensificado com o tempo. Por exemplo, a congregação das Mekhitaristas, Religiosas armênias da Imaculada Conceição, os clérigos do Ordinariato dos católicos do rito armênio. Essas são apenas algumas das congregações ativas no país.

Um país de identidade católica

Já em 2019, Monsenhor Paul Richar Gallagher, secretário para as relações com os Estados, afirmou que a intenção da Igreja Católica e em consequências das congregações católicas “é de trabalhar para o bem-estar de toda a sociedade armênia”, através de atividades espirituais, culturais, educativas e humanitárias.

Em 2016, o Papa Francisco esteve na Armênia. Durante a ocasião relembrou a identidade cristã do país bem como os enormes desafios e sofrimentos que passaram ao longo dos anos. (FM)

Com informações de VaticanNews.

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas