Gaudium news > Nicarágua: governo fecha rádios católicas

Nicarágua: governo fecha rádios católicas

O governo nicaraguense continua sua perseguição contra a Igreja. Após a expulsão das Irmãs da Caridade de Madre Teresa de Calcutá, o governo decretou o fechamento de várias rádios católicas no país

Redação (03/08/2022 10:00, Gaudium Press) O governo da Nicarágua decretou o fechamento da emissora de rádio da diocese de Matagalpa.

O comunicado do governo chegou às mãos dos responsáveis da rádio Hermanos no dia 1° de agosto, por volta do meio-dia.

O decreto governamental previa o fechamento da rádio Hermanos e de mais sete rádios católicas ligadas entre si e coordenadas por Dom Rolando Alvarez, Bispo de Matagalpa.

Fechamento decretado por suposta falta de documentação

O documento entregue pelo Instituto Nicaraguense de Telecomunicações e Correio da Nicarágua descreve que a decisão do fechamento foi tomada pela falta do alvará de funcionamento das rádios.

Contudo, sabe-se que Dom Rolando Alvarez é um crítico do governo de Ortega. Com efeito, as relações entre a Igreja Católica e o presidente nicaraguense vêm piorando desde 2018.

2018 foi um ano marcado por manifestações e protestos contra o regime sandinista de Ortega e Murillo.

Governo ainda mantém cerco a Paróquias na Nicarágua, Arcebispado de Managua pede atenção e vigilância no cuidado das Igrejas e Capelas.

A polícia invade e toma uma das rádios católicas

A tarde do dia 1° de agosto foi marcada por protestos contra a polícia. O sacerdote Uriel Vallejos se recusou a entregar os aparelhos da rádio paroquial e pediu por ajuda durante uma live no Facebook.

A polícia nicaraguense invadiu a capela do Menino Jesus de Praga, na cidade de Sébaco. Os policiais efetuaram disparos para o alto e usaram bombas de gás lacrimogêneo para tomar o controle da rádio católica.

Segundo padre Uriel, a polícia feriu dois paroquianos, prendeu outros tantos e cortou a energia elétrica da casa do sacerdote.

Um tweet do próprio padre Uriel Vallejo, contou que até a manhã de terça-feira ele e mais oito pessoas todos abrigados na casa paroquial.

A mensagem da Igreja Católica

Face a decisão do governo, a Igreja Católica da Nicarágua emitiu um comunicado no qual exortou os fiéis a:

“Continuar dobrando os joelhos, na próxima quinta-feira, dia do santo Cura d’Ars, rezando pela proteção e santificação dos sacerdotes e na sexta-feira, 5 de agosto, dia de jejum e oração, porque a oração salvará a Nicarágua”.

A mensagem da Igreja denuncia o ataque à liberdade de expressão e à liberdade de expressão na Nicarágua.

Perseguição contra os críticos do governo

Efetivamente, no início do mês de julho, dois motoristas do jornal La Prensa, críticos do regime sandinista, foram detidos por motivo não detalhado.

Face a este fato, o mencionado jornal decidiu retirar toda a equipe redatorial do país temendo qualquer censura do governo.

A privação de liberdade para os críticos de Ortega não é uma novidade. Haja vista o encarceramento de sete candidatos à presidência que se apresentaram para a disputa eleitoral em novembro de 2021. (FM)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas