Gaudium news > Missionários Redentoristas celebram 150 anos de presença no Equador

Missionários Redentoristas celebram 150 anos de presença no Equador

Os redentoristas do Equador também celebram em 2020 os 140 anos de consagração de sua igreja dedicada a Santo Afonso, em Riobamba.

Equador – Quito (31/07/2020 13:00, Gaudium Press) Em 2020, a comunidade de Missionários Redentoristas presente no Equador, organizada na Província de Quito, celebra seus 150 anos de fundação.

Os dois primeiros redentoristas, que chegaram ao país no dia 15 de julho de 1870, foram o Padre Pedro Didier e o Irmão Teófilo. No final daquele mesmo mês um segundo grupo de religiosos somava-se à dupla pioneira.

Cinco confrades, de cinco nacionalidades diferentes

A primeira comunidade redentorista fundada em Riobamba era composta inicialmente por cinco confrades, de cinco nacionalidades diferentes: o Padre Pedro Didier, de Luxemburgo; o Padre Celestino Etienne, da Bélgica; o Padre Bivona, da Sicília; o Irmão Teófilo, da França; e o Irmão Álvaro Tornero da Espanha.

A partir dessas duas comunidades fundadas no Equador, os redentoristas partiram nos anos seguintes para realizar fundações em Santiago do Chile (1876), em Buga, na Colômbia (1884) e em Lima, no Peru (1884). Como visitador para toda esta vasta região, foi nomeado o Padre Didier.

140 anos de consagração de igreja dedicada a Santo Afonso

Os redentoristas do Equador também celebram em 2020 os 140 anos de consagração de sua igreja dedicada a Santo Afonso, em Riobamba. O templo foi declarado Patrimônio Cultural da cidade, por ser a igreja mais antiga e esplendorosa da cidade. Esta festividade ocorrerá no próximo dia 02 de agosto.

A beleza arquitetônica da igreja de Santo Afonso serviu de base para a construção da Basílica de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, de Cuenca e para a construção da Basílica do Sagrado Coração, no Chile. Atualmente, ambos templos estão sendo restaurados. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas