Gaudium news > Missionárias da Caridade serãos expulsas da Nicarágua?

Missionárias da Caridade serãos expulsas da Nicarágua?

O governo de Daniel Ortega decretou o fechamento de várias ONGs católicas entre as quais as Missionárias da Caridade de Santa Teresa de Calcutá

Redação (29/06/2022 07:30, Gaudium Press) O governo executivo da Nicarágua decidiu fechar 101 Organizações Não Governamentais sem fins lucrativos.

Entre as associações que devem encerrar suas atividades está a Congregação das Missionárias da Caridade, fundada por Madre Teresa de Calcutá.

O periódico El Debate sublinha que se trata de um novo ataque do governo sandinista contra a Igreja Católica.

Várias entidades católicas estão na lista do governo

Com efeito, além das Irmãs da Caridade de Madre Teresa de Calcutá, o governo nicaraguense ordenou o fechamento de várias outras entidades católicas.

O decreto necessita da aprovação da assembleia dos deputados que conta com maioria sandinista no plenário.

Esta é a segunda vez que o governo da Nicarágua decreta o fechamento jurídico de ONGs. Em dezembro de 2018, foram 657 o número de organizações fechadas.

Daniel Ortega. Fonte: Wikipedia

Atividades das Missionárias da Caridade

Atuando, há mais de 40 anos no país da América Latina, junto aos mais pobres e necessitados as Missionárias da Caridade, provavelmente vão ter que deixar o país.

A congregação de Madre Teresa administra o Lar Imaculado Coração de Maria, em Granada, que acolhe adolescentes abandonados.

Ajuda de reinserção social, reforço escolar, além de cuidado às pessoas idosas e às crianças cujos pais trabalham são algumas outras atividades das missionárias.

Razões para o fechamento: financiamento ao terrorismo

No documento oficial, a razão do fechamento das Missionárias da Caridade são principalmente dois: o financiamento terrorista, como o financiamento “de armas de destruição massiva”, e a omissão de ativos não declarados.

Além disso, o documento acusa a entidade de outras irregularidades. A ausência de acreditação junto ao Ministério da Família para administrar a creche e os asilos; a falta de autorização do Ministério da Educação para dar reforço escolar às crianças e jovens.

Por último, as Missionárias da Caridade descumprem a nova lei que estabelece que apenas 25% da diretoria de uma entidade pode ser constituída por estrangeiros.

O encontro de Teresa de Calcutá com Ortega

As Missionárias da Caridade iniciaram seu apostolado em 1988, logo após uma visita de Santa Teresa de Calcutá à Nicarágua em 1986.

Por ocasião do Congresso Eucarístico Nacional que aconteceu na Nicarágua, Madre Teresa de Calcutá e Daniel Ortega se encontraram pela primeira vez.

Na ocasião, o então comandante-presidente, relatou a Madre Teresa o trabalho cristão que se fazia em favor dos pobres e necessitados e deu a boas-vindas às Missionárias da Caridade.

Rosario Murillo e Madre Teresa

Anos depois, Rosario Murillo recordava que Daniel Ortega ainda guardava uma imagem da Virgem que tinha sido presente de Santa Teresa de Calcutá.

Por ocasião da canonização de Santa Teresa de Calcutá, a primeira-dama da Nicarágua falava sobre o orgulho de ter tido Madre Teresa no país:

“Estamos orgulhosos que um momento tão difícil para o nosso país, esses momentos, graças a Deus, se foram para sempre. (…) Madre Teresa de Calcutá esteve conosco como emissária do amor, da caridade, da solidariedade que hoje procuramos praticar todos os dias como bons cristãos”. (FM)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas