Gaudium news > Juramento de novos Guardas Suíços é realizado no Vaticano

Juramento de novos Guardas Suíços é realizado no Vaticano

A cerimônia de juramento de 38 novos recrutas da Guarda Suíça Pontifícia ocorreu de forma sóbria, sendo realizado de maneira privada por conta da pandemia de Covid-19.

Cidade do Vaticano (05/10/2020 11:00, Gaudium Press) Na tarde do último domingo, 4 de outubro, foi realizada no Pátio São Dâmaso do Palácio Apostólico, a cerimônia de juramento de 38 novos recrutas da Guarda Suíça Pontifícia. Na ocasião, Dom Edgar Peña Parra, substituto dos Assuntos Gerais da Secretaria de Estado, representou o Papa Francisco.

Antes da cerimônia de juramento, os novos recrutas participaram de uma Santa Missa celebrada no altar da Confissão da Basílica de São Pedro, presidida pelo secretário de Estado Vaticano, Cardeal Pietro Parolin.

O evento ocorreu de forma sóbria, sendo realizado de maneira privada por conta da pandemia de Covid-19. Essa complicada crise sanitária já havia interferido na data do juramento, que tradicionalmente ocorre no dia 06 de maio, data na qual se recorda a heroica morte de 147 soldados suíços que entregaram suas vidas defendendo o Papa Clemente VII durante o “Saque de Roma”, ocorrido no ano de 1527.

É essencial confiar no Senhor que nunca decepciona

Dirigindo-se aos novos recrutas, o comandante da Guarda Suíça, coronel Christoph Graf, recordou os princípios de solidariedade e lealdade, retomando as palavras do Papa Francisco: “É importante ter amigos em quem confiar, mas é essencial confiar no Senhor que nunca decepciona”. Em seguida, exortou os novo recrutas a se dedicarem à oração diária e ao jejum. O oficial também manifestou seu desejo de que os guardas possam cumprir seu juramento com dedicação, convicção e alegria.

O capelão da Guarda Suíça, Padre Thomas Widmer, explicou que “o juramento não é simplesmente uma promessa forte”, mas “é um ato de culto”, pois Deus é “testemunha” disso. Dirigindo-se aos recrutas, o sacerdote afirmou: “Caro alabardeiro, você não está sozinho. Com você, há outros soldados que estão dispostos a dar a vida pelo Santo Padre, outros que, assim como você, usam a mesma farda que dá uniformidade na diversidade e se torna um símbolo de amizade”.

Novos recrutas para a Guarda Suíça Pontifícia

Além dos recrutas que prestaram juramento nesta cerimônia, outros 15 novos soldados estão em fase de formação com juramento previsto para o dia 06 de maio de 2021. Entre os dias 06 a 10 deste mês, se realizará a “Semana de Informação” na qual jovens suíços interessados terão a oportunidade de conhecer a Guarda Suíça e sua missão.

Para se alistar na Guarda do Papa é necessário ter cidadania suíça, ser homem solteiro, com idade entre 19 a 30 anos, 1 metro e 74 cm ou mais de altura, além de possuir uma reputação impecável. Guardas que desejem se casar deverão ter no mínimo 25 anos, dos quais cinco sejam em serviço, além de se comprometer a continuar servindo por mais três anos.

Que o juramento que farão seja também um testemunho de fidelidade à sua vocação batismal, ou seja, fidelidade a Cristo, que os chama a ser homens e cristãos.

Mensagem do Papa Francisco aos novos Guardas Suíços

Na quinta-feira, 02 de outubro, o Papa Francisco recebeu os novos recrutas em audiência, aconselhando-os a serem “fiéis à vocação batismal, ou seja, a Cristo, que os chama a serem homens e cristãos, protagonistas de sua existência. Com sua ajuda e o poder do Espírito Santo, vocês enfrentarão serenamente os obstáculos e desafios da vida.”

Ainda no domingo, durante o Angelus, o Pontífice dirigiu uma saudação aos familiares e amigos da Guarda Suíça, afirmando que “estes jovens são bons. A Guarda Suíça faz um percurso de vida a serviço da Igreja, do Sumo Pontífice. São bons rapazes que vem aqui por dois, três, quatro anos ou mais”. Por fim, o Santo Padre pediu ao público presente um caloroso aplauso à Guarda Suíça. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas