Gaudium news > Incêndio atinge histórica catedral católica na Ucrânia

Incêndio atinge histórica catedral católica na Ucrânia

A Catedral de São Nicolau é a segunda igreja de rito latino mais antiga em Kiev, depois da Co-Catedral de Santo Alexandre.

Redação (23/09/2021 12:25, Gaudium Press) Um incêndio provocou sérios danos na Catedral católica de São Nicolau, localizada na capital ucraniana, Kiev. O fogo, que teve início durante um ensaio musical no dia 3 de setembro, destruiu o icônico órgão do templo, carbonizou o seu interior e derrubou um lustre. Segundo o ‘Kyiv Post’ as autoridades policiais ainda estão investigando as causas deste incêndio.

Por conta do ocorrido, os sacerdotes Missionários Oblatos de Maria Imaculada estão celebrando as Santas Missas diárias para a comunidade paroquial do lado de fora do templo em um altar ao ar livre. Entretanto, com o verão chegando ao fim, está ficando cada vez mais frio para os fiéis acompanharem as celebrações do lado externo da catedral.

Segunda igreja do rito latino mais antiga em Kiev

A Catedral de São Nicolau é a segunda igreja de rito latino mais antiga em Kiev, depois da Co-Catedral de Santo Alexandre. Consagrada em 1909, a igreja serviu aos fiéis católicos como um local de oração e adoração, até o ano de 1938, tendo sido fechada pelos comunistas após ser assumida pelo governo soviético.

O prédio foi então convertido pelos comunistas como sede do ministério do interior da União Soviética. Na década de 1980, o altar foi removido pelas autoridades soviéticas, que instalaram um grande órgão e converteram o local em uma sala de concertos.

Autoridades se negam a devolver o templo para a Igreja Católica

Mesmo após a queda da União Soviética em 1991 e da independência da Ucrânia, a catedral ainda não foi entregue à Igreja Católica, sendo supervisionada pelo departamento de cultura do município local, que argumentou que o templo não pode ser devolvido porque o órgão é muito grande e não teria outro lugar para ser colocado.

Para celebrar a missa e outros serviços religiosos no local, os católicos têm que alugá-lo, pois ele continua sendo uma sala de concertos. Apesar dos inúmeros pedidos feitos pelos católicos para que a igreja seja devolvida, o governo e o Ministério da Cultura os ignoram completamente. Os fiéis acreditam que as autoridades pretendem restaurar o prédio tornando-o uma sala de concertos. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas