Gaudium news > Igreja no Rio Grande do Norte recebe o título de Basílica Menor

Igreja no Rio Grande do Norte recebe o título de Basílica Menor

O título de Basílica menor só pode ser concedido pelo Papa, para recebê-lo, a igreja deve ser reconhecida como um centro de atividade litúrgica e pastoral.

Rio Grande do Norte – Acari (26/03/2021 15:44, Gaudium Press) A Igreja de Nossa Senhora da Guia, localizada na cidade de Acari, no Rio Grande do Norte, recebeu o título de Basílica Menor concedido pelo Papa Francisco.

O decreto da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos foi lido pelo Bispo de Caicó, Dom Antônio Carlos Cruz, ao final da celebração de dedicação da igreja, ocorrida na noite da última quinta-feira, dia 25 de março.

História e arquitetura da Igreja de Nossa Senhora da Guia

Segundo o pároco de Acari, Padre Fabiano Maurício Dantas, a elevação da igreja à dignidade de Basílica Menor se deu por conta de sua história e arquitetura. Dentre as personalidades que foram batizadas neste templo está o Arcebispo emérito do Rio de Janeiro Cardeal Eugênio de Araújo Sales.

Construída pelo Padre Thomaz Pereira de Araújo e inaugurada em 1867, a Igreja de Nossa Senhora da Guia é a segunda paróquia mais antiga da Diocese de Caicó, por ter sido erigida em 1835, e uma das mais antigas do estado do Rio Grande do Norte.

Basílicas maiores e Basílicas menores

Existem dois tipos de Basílicas: as “maiores”, que são quatro, todas situadas em Roma: São Pedro, São João de Latrão, Santa Maria Maior e São Paulo Extramuros; e as “menores”, que já passam de 1500 e estão distribuídas em todo o mundo. Dessas últimas, 65 se encontram no Brasil. A Basílica de Nossa Senhora Aparecida, localizada no interior de São Paulo, é a segunda maior Basílica do mundo em dimensões, perdendo apenas para a Basílica de São Pedro, no Vaticano.

O título de Basílica menor só pode ser concedido pelo Papa, para recebê-lo, a igreja deve ser reconhecida como um centro de atividade litúrgica e pastoral, sobretudo para as celebrações da Eucaristia, da Reconciliação e dos outros sacramentos, “sendo exemplar quanto à preparação e desenvolvimento, fiel na observância das normas litúrgicas e com a ativa participação do povo de Deus”, como destaca o decreto Domus Ecclesiae. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas