Gaudium news > Igreja do Cazaquistão se torna a primeira Basílica Menor da Ásia Central

Igreja do Cazaquistão se torna a primeira Basílica Menor da Ásia Central

O título foi concedido ao templo de São José por ocasião dos quarenta anos de consagração do edifício religioso.

Cazaquistão – Nursultan (28/09/2020 13:00, Gaudium Press) A Igreja de São José no Cazaquistão se tornou a primeira Basílica menor do país e da Ásia Central, região que também inclui Uzbequistão, Tadjiquistão, Quirguistão e Turcomenistão.

Templo inaugurado em 1980

Construída na década de 1970, época em que o Cazaquistão ainda era um território da União Soviética, o templo foi aprovado no ano de 1977. Sua inauguração ocorreu no ano de 1980, tendo sido consagrada solenemente pelo Bispo Alexander Khira, tornando-se um ponto de referência para a comunidade católica do país. Em 1999 se tornou a catedral da Diocese de Karaganda.

Permissão para a construção concedida durante o período do comunismo

“A paróquia de São José foi uma das poucas igrejas que teve permissão para ser construída nos anos 70 no Cazaquistão, quando fazia parte da União Soviética. Durante o comunismo, as pessoas vinham aqui, viajavam muitos quilômetros para receber os sacramentos e apoio espiritual. Nos anos 80, a maior comunidade católica da Ásia Central foi formada aqui”, explicou o atual reitor da Basílica Menor de São José, Padre Vladimir Dzurenda.

Santuário conserva relíquias de Padre mártir do comunismo

Segundo o Bispo de Karaganda, Dom Adelio Dell’Oro, o título concedido recentemente pelo Papa Francisco “é um reconhecimento muito importante para os católicos do Cazaquistão. Trata-se de um verdadeiro Santuário, para onde muitos se dirigem em peregrinação, pois no seu interior estão as relíquias do Padre mártir do comunismo Vladislav Bukovinskyi”.

Raízes da presença católica cazaque

O prelado explica ainda que “é ali que se encontram as raízes da presença católica cazaque durante as décadas de repressão soviética, quando não era possível professar a Fé”. A concessão do título de Basílica menor foi um pedido de Dom Adelio Dell’Oro por ocasião dos 40 anos da consagração.

Fortalecimento dos laços com o Bispo de Roma

“A atribuição do título de Basílica menor visa fortalecer os laços desta Igreja com o Bispo de Roma e destacar a sua importância no território do Cazaquistão. Isso é externamente reconhecível pela insígnia pontifícia no portal de entrada e no interior da igreja”, explica o Padre Vladimir Dzurenda

Unidade com a Cátedra de Pedro em Roma

Como forma de ressaltar essa unidade com a Cátedra de Pedro em Roma, a Basílica do Cazaquistão celebrará anualmente várias festividades, tais como: a Solenidade dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo, em 29 de junho, e o aniversário da eleição do Romano Pontífice, no dia 13 de março de 2013. Nestas datas, os fiéis poderão obter a indulgência plenária. Além disso, em um dia a ser escolhido, também será oferecido aos devotos a oportunidade de lucrar outra indulgência plenária. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas