Gaudium news > Filipinas lança aplicativo que oferece aconselhamento espiritual e orações aos pacientes com Covid-19

Filipinas lança aplicativo que oferece aconselhamento espiritual e orações aos pacientes com Covid-19

“Não permitiremos que nenhum paciente fique sem oração, sem ser abençoado por um sacerdote”, diz o Padre Luciano Felloni, um dos promotores do App.

Filipinas – Manila (15/04/2021 16:49, Gaudium Press) Com o objetivo de oferecer um acompanhamento espiritual aos pacientes de Covid-19 que seguem em isolamento, a Diocese de Novaliches, localizada nas Filipinas, criou o aplicativo ‘E-Pray’.

Através deste aplicativo, totalmente gratuito, os pacientes poderão inserir seus dados para que sacerdotes possam entrar em contato com eles. Segundo a Diocese filipina, o aplicativo foi desenvolvido em resposta aos inúmeros pedidos de oração que recebe diariamente.

“Com este aplicativo E-Pray, os pacientes Covid-19 podem se comunicar com nossa Diocese para aconselhamento espiritual. Também podemos alcançá-los permitindo que nos enviem suas intenções de oração”, afirmou um comunicado divulgado nas redes sociais da Diocese.

A importante presença dos sacerdotes para oração e aconselhamento

De acordo com o diretor de comunicação social da Diocese, Padre Luciano Felloni, “a pandemia impediu que os fiéis tenham acesso aos sacerdotes, privando-os de sua vida espiritual. Nos momentos em que sentimos que estamos nos rendendo, a presença de um sacerdote é muito importante para a orientação”.

O sacerdote destacou que não há contato direto com os pacientes, pois no momento os padres são impedidos de entrar em hospitais, UTIs e instalações de quarentena. “Não podemos oferecer neste momento a unção dos enfermos, não podemos oferecer confissão. O que podemos oferecer é um padre para orar por eles”, explicou.

Não permitiremos que nenhum paciente fique sem oração

A plataforma será administrada por voluntários, que encaminharão os doentes aos sacerdotes disponíveis. De acordo com o Padre Felloni, até o momento, 30 sacerdotes de todo o país e um de Nova York já se ofereceram para participar da iniciativa.

“Não permitiremos que nenhum paciente fique sem oração, sem ser abençoado por um sacerdote. Vamos ajudar da nossa maneira pequena e muito simples. Ajudemos com a graça da oração”, concluiu. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas