Gaudium news > Festa de Nossa Senhora do Rocio atrai mais de 50 mil devotos no Paraná

Festa de Nossa Senhora do Rocio atrai mais de 50 mil devotos no Paraná

Considerada como um dos grandes eventos religiosos do país, a festa da padroeira do Paraná seguiu o tema “Mãe do Rocio, envolvei-nos em vosso manto de amor e proteção”.

Redação (18/11/2021 12:34, Gaudium Press) Um multidão com mais de 50 mil devotos participou de uma procissão solene em honra a Nossa Senhora do Rocio, padroeira do Paraná. A celebração ocorreu na tarde da última segunda-feira, 15, nas ruas da cidade paranaense de Paranaguá.

Na realidade estava prevista uma carreata, por conta das medidas sanitárias impostas pela pandemia, entretanto, os devotos resolveram seguir à pé na procissão que foi iniciada às 16h no Santuário do Rocio, e seguiu em direção à Catedral Diocesana Nossa Senhora do Rosário.

Mãe do Rocio, envolvei-nos em vosso manto de amor e proteção

O reitor do Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio, Padre Dirson Gonçalves, manifestou sua alegria em ver tantos devotos reunidos para louvar a Mãe de Deus. “Foi lindo! Uma grande multidão acompanhou a procissão solene, muito mais gente a pé do que de carro. Foi uma grande demonstração de Fé e alegria por celebrar a festa da padroeira”.

Seguindo o tema “Mãe do Rocio, envolvei-nos em vosso manto de amor e proteção”, a procissão do andor com a imagem da padroeira do Paraná percorreu as principais ruas da cidade, sendo recebida pelas famílias, que enfeitaram suas casas com faixas e cartazes e aguardavam na porta de suas casas.

Festa de Nossa Senhora do Rocio costuma atrair mais de 300 mil devotos

Considerada como um dos grandes eventos religiosos do país, a festa de Nossa Senhora do Rocio costumava atrair mais de 300 mil devotos de todo o Brasil. Por conta da pandemia de Covid-19, as festividades de 2020 passaram a ter uma série de restrições. Já este ano boa parte das procissões foram retomadas.

O Bispo de Paranaguá, Dom Edmar Peron, presidiu a Missa Solene no Santuário do Rocio. Em sua homilia, o prelado destacou a grande presença de devotos. “Nós sempre procuramos e gostamos de estar juntos de nossa mãe, mas, quando a coisa aperta, queremos estar ainda mais perto. Acredito que quando a dor é maior, temos essa necessidade de ficarmos em silêncio na presença de Nossa Senhora, para podermos abrir o coração, nos sentirmos acolhidos e envolvidos pelo amor da Santíssima Mãe”. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas