Gaudium news > Faleceu Monsenhor Georg Ratzinger, o irmão do Papa Bento XVI

Faleceu Monsenhor Georg Ratzinger, o irmão do Papa Bento XVI

O prelado encontrava-se em Regensburg, cidade onde viveu a maior parte dos seus 96 anos de vida.

Alemanha – Regensburg (01/07/2020 08:30, Gaudium Press) O irmão mais velho do Papa emérito Bento XVI, Monsenhor Georg Ratzinger, faleceu na manhã deste 1º de julho em Regensburg (Alemanha), cidade onde viveu a maior parte dos seus 96 anos de vida.

No último dia 18 de junho, Bento XVI deixou seu retiro no mosteiro Mater Ecclesiae no Vaticano para visitar seu irmão já gravemente enfermo.

Em sete anos, esta foi a segunda vez que o Papa Emérito deixa seu retiro no Vaticano para fazer e a primeira vez que deixa o vaticano para fazer uma viagem após sua renúncia.

Monsenhor Georg Ratzinger

Georg Ratzinger nasceu no dia 15 de janeiro de 1924, em Pleiskirchen, Baviera. Desde os 11 anos de idade tocava órgão na igreja paroquial. Ingressou no seminário menor de Traunstein em 1935, entretanto, em 1942 foi alistado nas Reichsarbeitsdienst, e mais tarde na Wehrmacht, combatendo também na Itália.

Em março de 1945, foi capturado pelos Aliados, permanecendo prisioneiro em Nápoles durante alguns meses até ser libertado e regressar à sua família. No ano de 1947, entrou para o seminário de Herzogliches Georgianum, em Munique, junto do seu irmão Joseph. Os irmãos foram ordenados sacerdotes no mesmo dia, em 29 de junho de 1951, na Catedral de Freising pelo Cardeal Michael von Faulhaber.

Durante trinta anos, de 1964 a 1994, foi o maestro de capela em Traunstein. Em seguida se tornou diretor do coral da Catedral de Regensburg, o coral dos “Regensburger Domspatzen”. Percorreu o mundo realizando inúmeros concertos e dirigindo muitas gravações para a Deutsche Grammophon, Ars Musici e outras importantes empresas discográficas com produções dedicadas a Bach, Mozart, Mendelssohn e outros compositores.

Irmãos Ratzinger

Com a diferença de três anos de idade, Georg ficou reconhecido por seu talento musical, já Joseph se destacou pelos seus estudos teológicos. Entretanto a união dos irmãos permaneceu forte. Prova disso foram as numerosas visitas ao Vaticano realizadas por Georg Ratzinger entre 2005 e 2013, anos do pontificado de seu irmão e mesmo após sua renúncia.

“Desde o nascimento, meu irmão tem sido para mim não apenas um companheiro, mas também um guia confiável. Sempre representou um ponto de orientação e referência com a clareza e determinação de suas decisões”, afirmou Bento XVI em certa ocasião de 2008. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas