Gaudium news > Economia de Francisco: Papa aposta nos jovens para criar economia do futuro

Economia de Francisco: Papa aposta nos jovens para criar economia do futuro

O Papa Francisco se encontrará no próximo sábado, 24 de setembro, em Assis com jovens que estão participando do encontro Economia de Francisco

Redação (23/09/2022 14:00, Gaudium Press) O Papa Francisco deve encontrar-se amanhã, 24 de setembro, com alguns jovens representantes dos mais de mil participantes do encontro “Economia de Francisco”.

Economia de Francisco é uma iniciativa criada a partir da carta do Santo Padre, de 2019, enviada aos jovens empreendedores, empresários e economistas do mundo.

A estes jovens, o Papa fez uma apelo de repensar a economia de maneira a ser sustentável e fraterna, segundo o espírito das encíclicas Laudato Sí e Fratelli tutti.

O evento global de 3 dias, que está acontecendo na cidade de São Francisco, desde o dia 22 de setembro até o dia 24 de setembro, conta com a presença de mais de mil jovens empreendedores, empresários e economistas vindos de 120 diferentes países dispostos a apresentar projetos para a economia do futuro.

O Brasil conta com a participação de 100 jovens com projetos para atender ao pedido de Francisco.

Uma iniciativa de Francisco para uma economia sustentável e fraterna

A presença do Papa no evento Economia de Francisco foi anunciada com bastante antecedência, o que denota a grande atenção e importância que o Santo Padre dá ao projeto.

“Vocês não são o futuro: vocês são o presente”, afirmou o Papa Francisco para incentivar os jovens a repensar o sistema econômico do futuro.

“Só construindo uma economia compartilhada, mais atenta às pessoas do que ao dinheiro, podemos lançar as bases para construir um mundo menos desequilibrado e menos exposto a tensões, conflitos e guerras”, explica o Bispo de Assis, Dom Domenico Sorrentino.

Desde a criação da Economia de Francisco, este é o primeiro encontro que ocorre de maneira presencial. Os outros dois encontros foram feitos virtualmente por causa da pandemia.

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas