Gaudium news > Divulgado o calendário de celebrações do Papa Francisco dos meses de abril e maio de 2022

Divulgado o calendário de celebrações do Papa Francisco dos meses de abril e maio de 2022

Dentre os principais compromissos pontifícios durante este período estão as celebrações da Semana Santa, a Missa da Divina Misericórdia e uma cerimônia de canonização.

Cidade do Vaticano (21/03/2022 09:52, Gaudium Press) Na manhã desta segunda-feira, 21, o Escritório das Pontifícias Celebrações Litúrgicas divulgou o calendário de celebrações do Papa Francisco durante a Semana Santa e dos meses de abril e maio.

Logo nos primeiros dias do mês de abril, 2 e 3, o Papa visitará Malta como parte de sua viagem apostólica. Às 10h (horário de Roma) do dia 10 de abril, Domingo de Ramos, o Santo Padre presidirá a Paixão do Senhor na Praça de São Pedro. Logo depois, será comemorada a entrada do Senhor em Jerusalém, seguida pela celebração da Santa Missa na Basílica de São Pedro.

Celebração do Tríduo Pascal

A celebração do Tríduo Pascal, será iniciada no dia 14 de abril, Quinta-feira Santa, data na qual está programado que Francisco presida a Missa do Crisma na Basílica de São Pedro às 9h30 (horário de Roma). Às 17h do dia 15, Sexta-feira Santa, ocorrerá a celebração da ‘Paixão do Senhor’ na Basílica de São Pedro. Seguindo a tradição, a Via Sacra será celebrada no Coliseu às 21h15 (horário de Roma).

O Papa Francisco presidirá, às 19h30 do dia 16 de abril, a Vigília Pascal na Basílica de São Pedro. Já às 10h do domingo, 17 de abril, o Pontífice celebrará a Missa da Ressurreição, também na Basílica de São Pedro, antes de proferir sua tradicional mensagem de Páscoa e sua bênção Urbi et Orbi.

Missa da Divina Misericórdia e cerimônia de canonização

No dia 24 de abril, às 10h, o Santo Padre celebrará a Missa da Divina Misericórdia na Basílica de São Pedro. Já às 10h do dia 15 de maio, Francisco presidirá a Santa Missa do quinto domingo da Páscoa, na Praça de São Pedro. A celebração será seguida pela canonização dos seguintes Beatos: Charles de Foucauld; Titus Brandsma; Lázaro, chamado Devasahayam; César de Bus; Luigi Maria Palazzolo; Justino María Russolillo; Maria Rivier; Maria Francesca di Gesù Rubatto; Maria di Gesù Santocanale; e Maria Domenica Mantovani. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas