Gaudium news > Catedral de Notre-Dame: uma nova Disney?

Catedral de Notre-Dame: uma nova Disney?

Os planos para substituir o ambiente gótico da catedral de Notre Dame por uma arte contemporânea suscitam críticas.  

Redação (01/12/2021 11:09, Gaudium Press) A catedral, devastada pelas chamas de um incêndio em 15 de abril de 2019, está sendo restaurada. Apesar de 2 anos de trabalhos na reconstrução do exterior de um dos monumentos mais históricos de Paris, seu interior ainda não foi reformado.

No entanto, um projeto de remodelação do interior da Notre-Dame será apresentado no próximo dia 9 de dezembro à Comissão do Patrimônio Nacional e Arquitetura (CNPA).

Este polêmico projeto está causando espanto em muitas pessoas. Segundo noticiou o jornal britânico Daily Telegraph, os críticos temem que essas mudanças transformem a catedral na “Disneylândia politicamente correta”.

As mudanças do novo projeto

O Padre Drouin, diretor do Instituto Superior de Liturgia, revelou as linhas gerais do projeto de restauração da catedral de Notre-Dame de Paris. O objetivo, declara ele, é manter a Notre-Dame como um “lugar de culto”, “acolher melhor” e informar o público que “nem sempre tem uma cultura cristã”.

Os fiéis e visitantes de todo o mundo deverão entrar pela grande porta central e não mais pelas portas laterais.

O altar permanecerá no lugar, mas outros itens, como o tabernáculo e o batistério, serão transferidos para outro lugar, enquanto a maioria dos confessionários passará para o primeiro andar, ficando apenas quatro na área principal da catedral.

Em vez da iluminação do teto, haverá “luzes mais suaves na altura do rosto” para dar uma sensação mais íntima às missas e aos concertos realizados anualmente. As tradicionais cadeiras de palha vão ser substituídas por bancos mais confortáveis com suas próprias pequenas lâmpadas para iluminar a escuridão.

Quanto às capelas laterais do edifício serão totalmente renovadas a favor da valorização das obras de arte: “pinturas antigas dos séculos XVI e XVIII que interagirão com objetos da arte contemporânea”.

Por fim, de acordo com o Padre Drouin, para uma melhor compreensão da história do cristianismo, ele deseja projetar nas paredes “frases bíblicas ou tradição espiritual cristã em várias línguas, cuja escolha ainda não foi decidida”.

Maurice Culot, um arquiteto que viu os planos, disse ao jornal inglês: “É como se a Disney estivesse entrando na Notre-Dame. É uma espécie de parque de diversões e, pelo tamanho do lugar, muito infantil e trivial”.

Por que desfigurar uma catedral milenar para pretensamente mostrar um processo de modernização? Não seria mais sensato preservar a tradição já que no mundo hodierno pululam construções modernas?

 

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas