Gaudium news > Catedral boliviana é atacada durante Missa dominical

Catedral boliviana é atacada durante Missa dominical

A Igreja local lamentou os danos desnecessários à Basílica Menor de São Lourenço Mártir , erguida há 106 anos e declarada monumento nacional.

Redação (01/11/2021 15:08, Gaudium Press) Na manhã do último domingo, 31 de outubro, a Catedral Basílica menor de São Lourenço Mártir, em Santa Cruz de la Sierra, Bolívia, foi atacada por um grupo constituído por quatro ativistas feministas.

Grupo feminista é responsável pelo vandalismo

O Arcebispo de Santa Cruz, Dom Sergio Gualberti, estava presidindo a Santa Missa no momento em que as feministas começaram a proferir slogans contra a Igreja e vandalizar a fachada da catedral, manchando a parede de tijolos com tinta vermelha.

Ao perceberem a agressividade do grupo, os fiéis presentes expulsaram as feministas do local. Elas fazem parte do grupo feminista ‘Mujeres Creando’, que tem feito duras críticas à Igreja Católica na Bolívia em relação ao caso de uma menina de 11 anos que engravidou vítima de abusos sexuais.

Polêmica envolvendo aborto de menina de 11 anos

A Igreja Católica na Bolívia foi acusada, por algumas instituições do governo e da imprensa, de obrigar ou intervir na decisão da menina de não abortar, continuando com a gestação e fazendo com que ela fosse transferida para um centro de acolhimento.

Segundo Víctor Hugo Valda, delegado episcopal para a saúde da arquidiocese de Santa Cruz de la Sierra, a Igreja Católica não interveio na decisão da menor, mas apenas demonstrou proximidade, oferecendo-se para ajudar a menina materialmente com o centro de acolhimento, educação, remédio e tratamento psicológico.

Conferência Episcopal Boliviana também foi atacada

A Igreja local lamentou os danos desnecessários à Basílica Menor de São Lourenço Mártir , erguida há 106 anos e declarada monumento nacional, fazendo parte do patrimônio histórico e religioso de Santa Cruz e da Bolívia.

Este ataque realizado contra a Catedral Metropolitana Basílica menor de São Lourenço acontece apenas quatro dias depois da sede da Conferência Episcopal Boliviana (CEB) em La Paz ser vandalizada por ativistas pró-aborto. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas