Gaudium news > Cartas do primeiro sacerdote católico na Coreia são traduzidas para o inglês

Cartas do primeiro sacerdote católico na Coreia são traduzidas para o inglês

A iniciativa ocorre dentro das celebrações pelos duzentos anos de Santo André Kim Dae-geon, uma importante figura no trabalho de evangelização da Igreja Católica na Coreia.

Redação (17/11/2021 15:32, Gaudium Press) A Fundação de Pesquisa da História da Igreja Coreana, localizada na Arquidiocese de Seul, publicou uma tradução em inglês de “As Cartas de Santo André Kim Dae-geon”, um dos três livros memoriais sobre as atividades do primeiro sacerdote católico no país.

Cartas foram escritas originalmente em latim, em coreano e até em caracteres chineses

Os registros apresentam 21 cartas, datadas de fevereiro de 1842 a agosto de 1846, época em que tentou retornar à Coreia, após ter frequentado um seminário em Macau e ter sido ordenado sacerdote. A maioria das cartas foram escritas originalmente em latim. A 21ª carta foi redigida em coreano e a nona em caracteres chineses.

Algumas cartas incluem histórias de suas viagens na China em um pequeno barco no qual ele quase foi morto por uma grande onda, e seu sofrimento como um sacerdote católico perseguido sob o regime fortemente neoconfucionista de Joseon que proibia religiões externas, bem como viagens sem permissão oficial.

A Coreia foi o único país no qual o catolicismo chegou através dos livros

“Esperamos que o livro compartilhe com o mundo a profunda fé de Santo André Kim Dae-geon e seu espírito pioneiro. O livro também pode inspirar muitos, ao mostrar um jovem intelectual coreano que era capaz de falar e escrever em muitas línguas e, por meio de sua personalidade e forte mentalidade, superar as dificuldades no contexto histórico do catolicismo coreano”, afirmou o Padre Cho Han-gun, diretor da fundação.

A obra destaca que a Coreia foi o único país no qual o catolicismo chegou através dos livros, ao invés de missionários. E ainda que os coreanos aprenderam por si mesmos e aceitaram o catolicismo por sua própria vontade. Para auxiliar os leitores com o objetivo de que entendam melhor o significado das cartas, o livro também inclui explicações sobre os antecedentes e contextos históricos. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas