Gaudium news > Cardeal Stanislaw Rylko celebra a Festa da Dedicação da Basílica de Santa Maria Maior

Cardeal Stanislaw Rylko celebra a Festa da Dedicação da Basílica de Santa Maria Maior

Esta Basílica maior conserva dois grandes tesouros: a relíquia do Sagrado Berço de Belém e a Santa Efígie da Salus Populi Romani.

Itália – Roma (05/08/2020 09:00, Gaudium Press) Na manhã desta quarta-feira, 5 de agosto, Festa da Dedicação da Basílica de Santa Maria Maior, o Cardeal Stanislaw Rylko, celebrou uma Santa Missa Solene no insigne templo papal.

Esta Basílica maior conserva dois grandes tesouros: a relíquia do Sagrado Berço de Belém, testemunha do mistério da Encarnação do Filho de Deus e da maternidade divina de Maria, e a Santa Efígie da Salus Populi Romani, ali venerada durante muitos séculos.

Em sua homilia o purpurado descreveu esta Basílica, a primeira em honra a Nossa Senhora no Ocidente e a mãe de todos os Santuários do mundo cristão, como “um monumento de Fé de intensa beleza, onde tudo fala de Cristo, o Filho de Deus feito homem para nossa salvação e de sua Mãe!”.

O significado dos templos cristãos

Ao tratar sobre o significado dos templos cristãos, o purpurado explicou que são “morada de Deus entre os homens, morada de um Deus compassivo, pronto para enxugar as lágrimas dos que choram. Ali a presença de Deus, Pai rico em misericórdia é acompanhada pela presença de sua mãe, a Virgem Maria”.

Segundo o Cardeal, esta Basílica testemunha o cumprimento da profecia pronunciada por Nossa Senhora em seu Magnificat: “de agora em diante todas as nações me chamarão bem-aventurada” (Lc 1,48). “Neste templo, ao longo dos séculos, o espírito de Nossa Senhora continuou regozijando-se em Deus Salvador, porque olhou para a humildade de sua serva”, salientou.

O papel dos santuários marianos no mundo

O Arcipreste da Basílica papal de Santa Maria Maior falou do papel dos santuários marianos no mundo ressaltando que “são os lugares onde se cumpre de maneira especial o testamento de Jesus na cruz: o homem tocado por diversas provas, o que vive dramas pessoais e familiares, sente-se comprometido e confiado a Maria; sente as palavras de Cristo dirigidas a ele: “Eis aqui sua mãe!” (Jo 19, 27); percebe o urgente convite para confiar nela sem medo, escutá-la e deixar-se guiar por ela sem demora”.

O significado mais profundo, desta antiga basílica mariana, segundo o Cardeal é que “aqui Cristo continua confiando sua Mãe a cada um de nós! E nós, como o apóstolo João, somos chamados a levar Maria para dentro de nossas casas, deixá-la entrar em nossas vidas, fazê-la participar de nossas alegrias e problemas, dos desafios que enfrentamos todos os dias”.

“Não esqueçamos, pois as palavras de Nossa Senhora nas bodas de Caná. Ela continua dizendo a cada um de nós: “Faça o que Ele mandar” (Jo 2,5)”, concluiu o purpurado. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas