Gaudium news > Cardeal recebe homenagem póstuma de Israel por defender os judeus durante a II Guerra Mundial

Cardeal recebe homenagem póstuma de Israel por defender os judeus durante a II Guerra Mundial

O Cardeal Johannes de Jong foi condecorado postumamente pelo governo de Israel com título “Justo entre as Nações” por sua defesa ao povo judeu durante a perseguição nazista

Redação (27/09/2022 10:30, Gaudium Press) O Cardeal holandês Johannes de Jong (1885-1955) recebeu uma homenagem póstuma do governo de Israel por sus oposição ao regime nazista e seu apoio ao povo judeu durante a Segunda Guerra.

O Cardeal foi reconhecido com o título “Justo entre as Nações” outorgado pelo memorial do Holocausto de Yad Vashem, em Israel. O título é considerado uma das honrarias israelienses mais importantes para os não-judeus e é concedido aos que correram perigo ao defender os judeus durante a perseguição nazista.

O certificado e a medalha foram entregues à família do Cardeal de Jong pelo embaixador do Estado de Israel junto à Holanda, Modi Efraim.

O Cardeal de Jong era Arcebispo de Utrech durante a Segunda Guerra Mundial. Desde 1936 até sua morte, de Jong foi um duro crítico do nazismo e teve um papel importante na resistência da Igreja contra as políticas de perseguição de Hitler.

Segundo a arquidiocese de Utrech, o Cardeal guardava informações de filhos de judeus escondidos de maneira criptografada nos cofres da arquidiocese.

Juntamente com outros Bispos, o Cardeal escreveu uma carta pastoral denunciando os  crimes da Alemanha nazista, atitude considerada por muitos como temerária, pois resultou no aumento da perseguição aos judeus na Holanda terminando com a prisão e a morte de 245 judeus, entre os quais Edith Stein.

De Jong também ajudou o Papa Pio XII na defesa dos judeus perseguidos. Suas atitudes foram premiadas em 1946 com o cardinalato. (FM)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas