Gaudium news > Cardeal Pell pede ao Vaticano um julgamento justo para o cardeal Becciu

Cardeal Pell pede ao Vaticano um julgamento justo para o cardeal Becciu

A próxima audiência no processo contra o cardeal Becciu e outros nove ex-funcionários do Vaticano será no dia 5 de outubro.

Redação (30/09/2021 19:06, Gaudium Press) Pela primeira vez, o Cardeal George Pell, Arcebispo Emérito de Sydney, falou sobre o processo, em andamento no Vaticano, do Cardeal Angelo Becciu e de outras nove pessoas. E pediu garantias judiciais – segundo informa Il Messagero – para aquele que muitos consideram um de seus principais adversários dentro da Cúria Romana.

Acontece que os promotores da justiça vaticana se negaram a atender ao pedido do presidente do Tribunal, no sentido de entregar à parte adversa – a defesa dos réus – a “rainha das provas” das acusações, que são os vídeos das declarações de Mons. Alberto Perlasca.

“Eu, injustamente condenado por um júri que nunca assistiu a uma missa, digo que Ângelo Becciu tem direito a um julgamento justo e representa ‘um momento importante’”, declarou o cardeal australiano, segundo o jornal Avvenire.

“Talvez o fato de os juízes e júri nunca terem assistido a uma missa católica e de realmente acreditarem que as igrejas, e também as sacristias, são lugares sombrios e desabitados onde qualquer abominação pode ser cometida tenha contribuído para minha condenação em primeira e segunda instâncias”, esclareceu o Cardenal para o Avvenire. “Acho que fui o alvo por minha defesa da visão tradicional judaico-cristã de família, vida, sexualidade. O fator decisivo, porém, foi a crise dos abusos ”.

A próxima audiência

A próxima audiência – a segunda – no processo contra o cardeal Becciu e os outros nove ex-funcionários do Vaticano acontecerá no dia 5 de outubro. É claro que o presidente do Tribunal deverá se manifestar sobre a recusa dos promotores de justiça em oferecer à parte adversa o vídeo de Mons. Perlasca.

E é verdade também que sairão muitos outros temas sobre garantias processuais, que já foram tratadas na primeira audiência, em 27 de junho. Por exemplo, o tribunal que os julga teve uma conformação especial, que é um “tribunal especial” que sai dos padrões comuns do direito, e para cuja conformação foram requeridos quatro rescritos papais.

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas