Gaudium news > Caiu o número de fiéis presentes nas Missas da Arquidiocese de São Paulo

Caiu o número de fiéis presentes nas Missas da Arquidiocese de São Paulo

Segundo reportagem do jornal O Estado de São Paulo, a quantidade de fiéis presentes nas celebrações eucarísticas na capital paulista caiu em até 70%.

São Paulo (24/02/2021 09:30, Gaudium Press) A pandemia afetou diretamente diversas áreas da sociedade. Uma delas foi a quantidade de fiéis presentes nas celebrações eucarísticas. É o que informa o jornal O Estado de São Paulo.

Segundo o periódico, após as restrições do ano passado, por conta da pandemia de Covid-19, o número de fiéis presentes nas Santas Missas celebradas nas igrejas da capital paulista caiu em até 70% e também mudou o perfil dos frequentadores dos templos católicos.

Público presente nas missas presenciais é constituído, em sua maioria, por jovens

Os idosos católicos da cidade, com medo do contágio, modificaram sua rotina devocional e começaram a procurar outras formas de oração através da internet. Por outro lado, os mais jovens são a maioria entre os que assistem às cerimônias presenciais.

Alguns párocos registram um aumento na audiência de suas transmissões virtuais das Santas Missas. A situação também tem obrigado os sacerdotes a modificarem horários e em algumas paróquias se multiplicaram as Missas dominicais, pois o número de fiéis que pode ingressar na igreja diminuiu por conta das medidas de distanciamento social.

Idosos preferem acompanhar as cerimônias litúrgicas pela TV e internet

Entre os meses de março a julho a quarentena fez com que se fechassem as igrejas. Somente em agosto o serviço litúrgico começou a se normalizar, mas a chamada segunda onda da pandemia fez com que alguns fiéis, sobretudo os idosos, preferissem permanecer em suas casas. Apesar dessa drástica redução de fiéis ter sido registrada antes da segunda onda.

Para o Padre Mario Pizzeta, pároco da igreja Santo Inácio de Loyola, “o coronavírus nos engaiolou”. O sacerdote considera que a situação vivida a partir de março de 2020 representa um “quadro desolador”. “A presença caiu bastante agora, principalmente depois de dezembro, com essa segunda onda da doença”, afirmou o sacerdote, cuja paróquia está transmitindo as missas pelo Facebook. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas