Gaudium news > Bispo incita à desobediência civil

Bispo incita à desobediência civil

“Quando uma lei é injusta e contra a consciência, pode-se desobedecer à lei”.

Redação (20/03/2021 16:34, Gaudium Press) Mons. Bernardo Bastres, Bispo das Punta Arenas, no Chile, havia conclamado os fiéis a continuar participando dos cultos religiosos, apesar da determinação do governo de proibi-los na chamada Fase 2.

“Quando uma lei é injusta e quando uma lei é contra a consciência, pode-se desobedecer à lei”, declarou o prelado.

Pouco tempo depois, no domingo passado, o governo aliviou a medida embora restrições graves tenham sido mantidas, uma vez que a capacidade máxima permitida é de 20 pessoas em locais abertos.

Declaração Pública do Bispo

Em uma declaração pública após a mudança das normas pelo governo, Mons. Bastres afirmou que “durante este tempo de pandemia temos respeitado as indicações e normas da autoridade sanitária e, na nova situação em que nos encontramos, todos vivemos com maior responsabilidade”.

No entanto, “o sentimento de muitos católicos de Magallanes é que o custo das medidas restritivas recai apenas sobre algumas atividades e não em outras, já que essas medidas não têm respeitado o andamento de cada região, fazendo assim uma espécie de discriminação arbitrária, expressão do centralismo em que nosso país vive”.

“Estamos contentes que atualmente as cidades de Punta Arenas e Puerto Natales tenham passado para a Fase 3, que mostra por si só o quão injusto foi impor a nível nacional as novas restrições da Fase 2, sem levar em conta a situação que vivem outras regiões do país, distintas da região metropolitana”, continuou o prelado em sua declaração.

O prelado sublinhou que suas palavras tinham que ser entendidas no contexto da região de Magallanes, que passou por “quarentenas muito longas” e está em uma posição melhor em relação ao Covid.

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas