Gaudium news > “Bento XVI voltou a passear nos jardins do Vaticano”

“Bento XVI voltou a passear nos jardins do Vaticano”

O secretário do Papa emérito afirma que sua saúde está boa. Mons. Ganswein falou com a revista italiana Oggi, por ocasião do lançamento do livro ‘Benedetto XVI-Una vita’.

Redação (10/11/2020 08:44, Gaudium Press) Como a Gaudium Press noticiou nos últimos dias, o Papa Emérito Bento XVI não está em agonia, nem sua saúde apresenta uma especial preocupação.

Surgiram correntes de pedidos de oração pela saúde de Bento XVI amplamente divulgadas, algumas até mesmo com textos supostamente de autoria do secretário pessoal do Papa Emérito, Dom Georg Ganswein, anunciando um próximo falecimento dele.

A edição do dia 4 de novembro passado do semanário Oggi trouxe uma declaração de Dom Ganswein, na qual o Arcebispo fala sobre o assunto. As declarações foram dadas por ocasião do lançamento do livro ‘Benedetto XVI- Una vita’ :

“Houve notícias falsas sobre sua saúde”, disse o prelado.

“Bento XVI está como uma pessoa de 93 anos. Ele tem as debilidades do corpo, a voz é muito fraca, mas a mente é lúcida. Todos os dias ele celebra a missa, reza, recebe algumas visitas, lê, estuda, ouve música, cuida da correspondência. Certamente com um ritmo muito tranquilo”.

Está de bom humor e em paz

“Ele descansa mais frequentemente porque sua força tem diminuído”, continua Mons. Ganswein, “mas está de bom humor e em paz. Para usar uma imagem automotiva: passou da terceira para a primeira marcha. No entanto, após uma pausa de quase três meses, ele voltou a fazer seu passeio com a ajuda de um andador, nos Jardins do Vaticano, quando o tempo o permite. E ele se recuperou do cansaço da viagem à Alemanha, a Regensburg, onde esteve em junho passado visitando seu irmão Georg – que logo faleceu – e de herpes-zoster, um vírus que lhe causou fortes dores, e que o atingiu no início da viagem a Regensburg”.

O livro ‘Benedetto – Una vita’ é de autoria do escritor e jornalista alemão Peter Seewald, considerado hoje o biógrafo de Bento XVI.

Com o conhecimento que seu estudo lhe deu e as conversas com o próprio Papa Ratzinger, Seewald conta, na obra, os anos de infância e formação do jovem alemão. Seu ensino como professor, sua participação no Concilio, sua eleição e seus dias como Papa até sua renúncia. O livro está sendo divulgado como contendo bastante material inédito.

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas