Gaudium news > Associação Internacional de Exorcistas apresenta guia para esse ministério

Associação Internacional de Exorcistas apresenta guia para esse ministério

O guia não pretende ser um tratado exaustivo sobre exorcismos, mas uma ferramenta para exorcistas e exorcistas em formação.

Itália – Roma (30/07/2020 12:00, Gaudium Press) “O exorcismo não é uma prática obscura, envolta em sombras, mas um ministério cheio de luz, paz e alegria”, é o que diz o novo guia para exorcistas, preparado pela Associação Internacional de Exorcistas (AIE) com a aprovação da Congregação para o Clero.

As “Diretrizes para o Ministério do Exorcismo: à Luz do Ritual Atual” foram publicadas em maio na Itália, e sua tradução para o inglês está sendo revisada pela Congregação para o Clero.

O exorcismo tem um caráter salvífico e positivo

“Quando implementado em situações de verdadeira possessão demoníaca e de acordo com as normas estabelecidas pela Igreja, inspiradas pela Fé genuína e pela prudência necessária, [o exorcismo] manifesta seu caráter salvífico e positivo, caracterizado por uma experiência viva de pureza, luz e paz”, expressa na introdução do guia o Padre Francesco Bamonte, presidente da AIE.

O guia não pretende ser um tratado exaustivo sobre exorcismos, mas uma ferramenta para exorcistas e exorcistas em formação.

O exorcista não pode proceder a seu próprio critério

No prefácio do livro, o Cardeal Angelo De Donatis, vigário geral da Diocese de Roma, afirma que “o exorcista não pode proceder a seu próprio critério, pois trabalha no âmbito de uma missão oficial que o torna, de alguma forma, representante de Cristo e da Igreja”.

“O ministério do exorcista é particularmente delicado”, continua o purpurado. “Exposto a múltiplos perigos, requer uma prudência especial, resultado não apenas da intenção correta e da boa vontade, mas também de uma preparação específica adequada, que o exorcista é obrigado a receber para desempenhar adequadamente seu ofício”.

A base do ministério do exorcistado é a Fé

“Pretender compreender o exorcismo católico sem ter uma Fé viva em Cristo e o que Ele, na revelação dada à Igreja, nos ensina sobre Satanás e o mundo demoníaco, é como querer lidar com equações de segundo grau sem conhecer as quatro operações básicas da matemática e suas propriedades”, expressa o Padre Bamonte.

É por isso que é necessário “sempre voltar às fontes do nosso ministério”, que é o ensinamento de Jesus.

Associação Internacional de Exorcistas

A Associação Internacional de Exorcistas foi reconhecida juridicamente no dia 13 de junho de 2014 através de um decreto da Congregação para o Clero. Com cerca de 800 membros em todo o mundo, a iniciativa surgiu de um pequeno grupo de exorcistas, nos quais estavam o renomado Padre Gabriele Amorth, além do Servo de Deus, Padre Candido Amantini, duas das principais figuras dos exorcistas que serviram a Diocese de Roma durante muitos anos. (EPC)

Deixe seu comentário

Notícias Relacionadas